<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7665134\x26blogName\x3dA+Fonte\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://afonte.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://afonte.blogspot.com/\x26vt\x3d6978232382653524933', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

A Fonte

O que há de errado comigo ? Eu não sei nada e continuo limpo.

O dia em que tentei ir ao outro ginásio


Um dia finalmente decidi inscrever-me num ginásio, e este até ficava perto de minha casa. Foi quando fiquei a saber que precisava, porque era obrigatório, de um atestado médico. Recordo-me de na altura ter pensado que esta nova exigência devia ter sido a pedido dos ginásio para se salvaguardarem de processo judiciais. Aparentemente não. Aparentemente os ginásios não gostaveam de estar a perder clientes só porque eles não podiam fazer exercício físico. Compreendo a afronta. Cada um sabe de si e o treinador sabe de todos.

No entanto, neste ginásio não pediam apenas o atestado médico, mas também os seguinte documentos. A saber :
- Bilhete de Identidade ;
- Nr.Contribuinte ;
- Comprovativo de morada (Factura de luz, água, telefone,etc)

Esta coisa de pedirem o BI e o NIF está no sangue português. Não há inscrição em Porugal, seja para abrir uma conta ou alugar o Senhor do Aneis, que não exija este dois documentos. O racíocinio é simples : Porque não ?

Mas aqui os limites foram testados. Não bastava pagar a mensalidade antecipadamente, eliminando por isso qualquer incobrável, queriam saber onde eu morava. Para quê ? Mais uma vez, porque não ? Mas mesmo isso não lhes bastava. Não queriam saber apenas onde eu morava, Queriam ter a certeza de que eu morava lá. Que não estava a mentir. E porque é que eu haveria de mentir ? Pois.

Naturalmente, cheguei à única conclusão possível. Aquele ginásio era uma fachada de um bando de assaltantes de casas que aproveitanto a oportunidade de a pessoa estar ocupada a suar, roubariam as chaves de casa do armário e enquanto se perdiam calorias perdia-se também o recheio da casa. O comprovativo de morada era apenas uma medida de gestão : Garantir que a rapaziada não ia perder tempo a visitar casas que afinal não existiam.

Não me inscrevi.
« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »

5:35 PM

Mário, escreve outro post rápido. A seguir a fotografias da Monica Bellucci em tronco nu, nada me faz salivar mais do que uma francesinha com as carnes à mostra.    



11:09 PM

:-)    



» Post a Comment