<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7665134\x26blogName\x3dA+Fonte\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://afonte.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttps://afonte.blogspot.com/\x26vt\x3d-6845628475430449636', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

A Fonte

O que há de errado comigo ? Eu não sei nada e continuo limpo.

Suiça

Não gosto da Suiça.
Não gosto de "neutros", nem "neutrais".
Ser neutro não significa ser imparcial ou isento. Significa não assumir uma posição. O que por si só é uma posição.
Se dois lados estão em disputa sobre qualquer coisa, ao ficarmos "neutrais" estamos indirectamente a apoiar o lado que não tem razão, porque objectivamente não estamos contra esse lado errado.
Se por exemplo formos na rua e virmos um carro em alta velocidade a atropelar uma pessoa fora da passadeira, podemos dizer "Não sei de nada, não vi nada." ?
Pois foi isto que a Suiça fez quando o Hitler atropelou a Europa. E porquê? Por medo? Não, por ouro.
O que move a Suiça "neutral" é o dinheiro. Os famosos cofres que albergam dinheiro da máfia, droga, armas e de Oeiras apenas servem para camuflar o "mal".
Quem tem dinheiro na Suiça e não é suiço é corrupto, mafioso, traficante ou é sobrinho do Isaltino.
A Suiça não se mete com ninguém e ninguém se mete com ela. É preciso ser-se muito ingénuo para acreditar nisto.
« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »

» Post a Comment