<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7665134\x26blogName\x3dA+Fonte\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://afonte.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://afonte.blogspot.com/\x26vt\x3d6978232382653524933', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

A Fonte

O que há de errado comigo ? Eu não sei nada e continuo limpo.

Mais um que lhe caiu o muro de berlin em cima

Como todos os assalariados médios, desconto directamente 31 por cento do meu vencimento para o Estado (20% de IRS + 11% para a Segurança Social). Depois da Caixa de Previdência dos Jornalistas fechar continuarei a descontar o mesmo. Em troca receberei um serviço pior do que recebo. Se quiserem nem me importo de não receber nada. Em troca exigo pagar menos (ao Estado, claro). Quer dizer: caminho rapidamente para os braços de quem me quer dar o direito de escolher entre sistemas públicos, sistemas privados ou sistemas mistos. Repito: o direito de escolher.
João Pedro Henriques no Glória Fácil


(Via A Arte da Fuga)

Este senhor jornalista além de não conseguir perceber que não paga só 11% para a Segurança Social, (será assim tão tapado ?), vem reclamar que a partir de agora vai ter um “serviço pior”. E o que é o “serviço pior” ? É nem mais nem menos que aquilo que toda a gente tem. E depois, e de uma forma arrogante, ainda exige "pagar menos" como se não tivesse sido precisamente isso que fez até agora. Realmente, não há nada como nos tocar no bolso para a realidade nos cair em cima.
« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »

7:07 PM

Há, no entanto, quem pague muito menos:

Atente-se na forma ardilosa como a SIC Notícias dissimulou o servilismo escandaloso do ministro das Finanças à banca, durante o debate sobre o Orçamento do Estado para 2007, e como o canal televisivo, numa pirueta acrobática, aproveitou o balanço para atacar a «esquerda» por esta querer ser (ainda mais) despesista com os deficientes, e de passagem dar ainda uma tacada em Manuel Alegre:

AQUI    



» Post a Comment