<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7665134\x26blogName\x3dA+Fonte\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://afonte.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://afonte.blogspot.com/\x26vt\x3d6978232382653524933', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

A Fonte

O que há de errado comigo ? Eu não sei nada e continuo limpo.

Fraude Eleitoral

Podemos não gostar, concordar, detestar, odiar ou desprezar Cavaco Silva, Mário Soares ou Manuel Alegre. Mas eles são verdadeiros candidatos presidenciais. Querem ser Presidentes e se perderem as eleições, perdem as eleições.

O Francisco Louça e o Jerónimo de Sousa não são candidatos presidenciais. São candidatos a tempos de antena, subsídios estatais, demarcações de terreno político, em resumo, estão em campo para defender a sua coutada eleitoral. Eles não têm apenas poucas hipóteses de ser eleitos. Eles não querem ser eleitos, porque não foi para isso que se candidataram. São uma fraude eleitoral e se é impossível rever a lei para impedir estes oportunistas, então os portugueses deviam punir estes comportamentos políticos nas urnas.

As eleições presidenciais são um momento nobre da vida pública e política que servem para o povo eleger o Presidente da República por cinco anos e não uma qualquer exposição menor de ideologias e partidos.


(Publicado n’O Eleito)
« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »

10:24 PM

Caro Mário Almeida,
com todo o respeito permita-me discordar da sua análise / opinião. Todos os candidatos vão a sufrágio e só ganhará aquele que o povo quiser. Se existisse um vencedor antecipado (como no tempo de Salazar) não haveria necessidade de eleições, essas sim, as desse tempo uma fraude. Mas também lhe digo que torço para que ganhe Soares ou Cavaco (embora eu não lhes dê o meu voto). E torço porque penso que o povo português não merece mais. Depois de 30 anos de democracia termos o país que temos cuja única responsabilidade é das gestões do PS e do PSD que nos governaram nestes tempos e que tiveram como expoentes máximos os referidos Soares e Cavaco, por vontade do povo, este país não merece mesmo mais do que continuar a ter mais do mesmo. Até ao afundanço final.    



12:47 AM

Não advogo no post qualquer plebescito ou coisa parecida, apenas critico o uso das precidenciais para fins políticos que não os verdadeiros, digamos assim.

Pode alguém desejar que ou o Jerónimo ou Louça seja Presidente, é perfeitamente legítimo, mas a verdade, e isso não me parece que possa ser contrariado, é que eles não verdadeiramente candidatos.    



1:54 AM

Cool blog, interesting information... Keep it UP » »    



» Post a Comment