<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7665134\x26blogName\x3dA+Fonte\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://afonte.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://afonte.blogspot.com/\x26vt\x3d6978232382653524933', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

A Fonte

O que há de errado comigo ? Eu não sei nada e continuo limpo.

Stand Up Comedy

31.1.06

You know what kills me about Jennifer Lopes ? It’s the fact that this woman wakes up one day and she’s like : “You know what ? From now on, I’d like people to call me J.Lo”. And then they do it !

Only celebrities can get away with this. I mean, George Bush doesn’t come out for his morning press conference : “From now on, I’d like to be referred to as G.Bo. And you all know my vice-president D.Chain.”

Carol Leifer

Smiths (que não é Smiths) [1]





The Halo Benders
Please, Please, Please, Let Me Get What I Want

Lembrar Sinead O'Connor


FIGHT THE REAL ENEMY

Armageddon day

Através do Xicuembo descubro este teste que nos diz o tempo de vida que nos resta.

Confesso que apesar de tudo não fiquei impressionado. E basicamente por isto :

Aqui há uns meses, numa daquelas “consultas“ de Medicina no Trabalho, a médica pergunta-me se fumo muito. Digo que sim, dois maços por dia. “Bom” – responde ela – “a continuar assim daqui a dez anos vai-lhe aparecer um cancro nos pulmões”.

E a "consulta" continua : “E exercício faz ? “ – “Nada, ou quase nada”. Resposta pronta : “Bom, a continuar assim, daqui a quinze anos pode contar com problemas cardíacos.”

Não o disse, mas pensei : Bom, então que se fodam os problemas cardíacos. Se morro de cancro daqui dez anos …

Entradas duras


O Sporting já venceu esta época o "baifica" duas vezes em seniores, duas vezes em futsal, em juniores, em juvenis, em infantis, em andebol, em ping-pong, em atletismo e só não ganhou em mais modalidades porque o baifica não as têm!

No BnR B

Stand Up Comedy

30.1.06

If I have to watch another story on CNN about high school kids killing high school kids … I’m gonna kill somebody.
I didn’t wanna be in school today because you have to be good in math, and I sucked at math, but if you’re in school today, you better be good at math, because your life depend on you getting the equation right.

If Little Johnny comes in the cafeteria with a HK-47, with all seventeen shots, and he already squeeze off six rounds, injured four people and I’m fifteen feet from the exit door, how fast do I have to run, before Little Johnny picks me up and pumps a couple of shots in my direction ?

Jimmy Shubert

Nós, o mundo.

Aqui há dias, a propósito do lançamento da missão New Horizons da NASA, cujo objectivo é o planeta Plutão, a TSF entrevistava alguém cujo nome não me lembro, mas que era salvo erro astrónomo.

Dizia ele, mais coisa menos coisa : “Com esta viagem, nós vamos tentar…blá, blá, blá … nós vamos ficar a saber …blá, blá, blá …nós iremos aprender …blá, blá, blá “.

E enquanto ele falava, eu pensava : Nós ? Nós quem ? Ele e o Sr.Joaquim do 5º Esq ?

A NASA é uma agência americana, paga com dólares americanos saídos dos bolsos dos americanos, mas aparentemente o mundo inteiro sente que vai ao volante dos foguetes, satélites e sondas.

Sejamos realistas. Nós não vamos aprender nada, descobrir nada, desvendar nada. Os americanos é que vão aprender, descobrir, desvendar. Nós vamos ser apenas informados.

Aliás, não me custa nada imaginar que se os americanos fossem à lua nos dias de hoje, não faltariam manifestações, neste caso pró-globalização mas sempre anti-americanas, a exigir que a bandeira que ia ser afixada fosse a das Nações Unidas.

Confiança [2]

O FCPorto empatou, perdeu dois míseros pontos e está agora a quatro do Benfica.
A pergunta : A liderança pode ficar, assim, mais perto ?

Confiança

29.1.06

Para esquecer...
O Benfica viu ser interrompida uma série de sete vitórias consecutivas na Liga, ao perder por 1-3, na Luz, perante o melhor Sporting da temporada. Apesar de ter estado em vantagem, o campeão nacional acabou por ser vítima dos seus próprios erros e da incapacidade de impor o seu estilo de jogo. A liderança pode ficar, assim, mais longe.
Site Oficial do Benfica


Como é que seis pontos de desvantagem (caso o FCPorto vença amanhã), a faltarem 14 jornadas (42 pontos em disputa), com a vantagem de ainda receberem os Dragões em casa, e beneficiando do facto de eles terem ainda que ir a Alvalade, dizia eu, como é que o Benfica aparentemente atira assim a tolha ao chão ? Basta o Sporting e o Benfica vencerem em casa ao FCPorto, coisa aliás que têm obrigação, para o Benfica ficar à frente do campeonato, pondo de lado, é claro, todos os outros jogos.

E se ao Sporting é realmente difícil, porque não só tem o FCPorto a grande distância, como tem ainda o Benfica pelo meio, os benfiquistas têm todas as possibilidades intactas. Estavam a três pontos e podem ficar a seis, mas nesta altura do campeonato quando ainda faltam tantos jogos, polémicas e lesões, é completamente surpreendente esta falta de confiança que contrasta por exemplo com o Sporting, onde ainda se afirmam candidatos ao título. É caso para perguntar : O que é que a Direcção do Benfica mais o seu treinador sabem que não dizem ?

Haverá por aí algum adepto encharcado que nos queira explicar ?

Nora

Em relação aos pénaltis, nada a dizer.
O único lance mais duvidoso foi um empurrão de Tonel a Nuno Gomes que não é claro se foi dentro ou fora da área. De qualquer das maneiras o árbitro nada assinalou.

Dúvida

O que era suposto ser aquela merda na cabeça do Ricardo ?

Crueldade

Moreto : “Fazia tempo que eu não tomava três gols

Visão

Grand Theft Auto by Dave Chapelle

27.1.06

Antevisão

P*** de Merda

Era só para lembrar que ao olhos de Deus Nosso Senhor, escrever M**** é a mesma coisa que escrever Merda. O pecado não é escrever, é pensar e esse já foi cometido. E não é por demonstrar pudor na escrita que limpa a alma de pensamento pecaminosos.

A não ser que alguém pense em asteriscos. Mas a meu ver, isso constituiria um caso a precisar de urgente ajuda profissional.

Versatilidade [2]

Quem muda, Deus ajuda
a não ser que,
Quem tudo quer, tudo perde
mas,
Quem não arrisca não petisca
por outro lado,
Mais vale um pássaro na mão do que dois a voar
só que,
Quem não chora não mama

O Primeiro Passo

Enfim duma escolha faz-se um desafio
Enfrenta-se a vida de fio a pavio
Navega-se sem mar, sem vela ou navio
Bebe-se a coragem até dum copo vazio
E vem-nos à memória uma frase batida
Hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

O Primeiro Dia
Sérgio Godinho

Stand Up Comedy

26.1.06
I’m from the Midwest and I moved to Los Angeles. And I knew nothing about the Mexican culture. Like Cinco de Mayo, I didn’t even know what it was. My neighbour is Mexican and I asked him. I mean, in the Midwest we call it Tuesday, you know ..

I ask him, I go : “What is it ?”
He said : “It’s our independence day”
I go : “Who do you beat ?”
He goes : “The french”.
And I’m like : “Well, who didn’t ?”

Kathleen Madigan

Welcome to the real world

Circula muito por esta blogosfera este Moral Politics, onde através de perguntas mágicas, nos é rotulado o nosso posicionamento político.

Confesso que tenho sempre alguma relutância em fazer este tipo de testes, porque as minhas respostas dependem sempre do momento em que as dou.

Por exemplo :

A seguir a uma boa noite de sexo

De manhã quando toca o despertador

Depois de o Sporting perder um jogo

Se me esqueço de comprar tabaco

Versatilidade

Amigo verdadeiro vale mais do que dinheiro
mas,
Amigos, amigos, negócios à parte
por outro lado,
Aquele que me tira do perigo, é meu amigo
contudo,
As boas contas fazem os bons amigos
no entanto,
Os amigos são para as ocasiões
claro que,
Quem seu amigo quiser conservar, com ele não há-de negociar
a não ser que,
Quem tem amigos, não morre na cadeia

Ketchup MATA !

25.1.06

Delicioso



Insert coin to join

na Crítica Portuguesa

A diferença

A propósito deste post no Blogo Social Português, lembrei-me de contar aqui um caso pessoal.

No passado dia de Natal, tive que ir ao Hospital de S.João, para tratar de um curativo.

Lá dentro, enquanto esperava, observei um empregado de limpeza (se não era, pareceu-me) que se entretinha a perguntar às senhoras que por ali passavam e que ele conhecia, se, e cito : “Gostas de chupar ?”. Ao que elas, de forma mais envergonhada ou mais descontraída, respondiam : “Gosto”. E era vê-lo a sacar de um rebuçado. Mais subtil só o “Do you like to put some cream ?”. Adiante.

O médico veio, calçou as luvas e porque precisava de luz, puxou o candeeiro que está por cima da cama. Liga, desliga e o dito não funciona. Vai à parede para ligar e desligar o interruptor e nada. Puxa outro e finalmente este funciona. Como entretanto já tinha contaminado as luvas, retirou-as, deitou-as ao lixo e foi buscar outras.

Primeira conclusão : O médico esteve bem ao trocar de luvas. Denotou cuidado e preocupação com o paciente. Afinal de contas, o que são umas luvas a mais ou a menos ?
Segunda conclusão : Se o hospital fosse privado, o médico primeiro acendia a luz e depois é que calçava as luvas.
Terceira conclusão : Num hospital privado, o Zézé Camarinha (versão hospitalar) em vez de andar a “meter-se” com as raparigas, teria tratado do candeeiro. Mas se calhar trocar uma lâmpada não fazia parte das suas funções, perfeitamente definidas num papel qualquer.

A diferença :
No privado, isto chama-se prejuízo e há um responsável.
No público, esta situação é classificada como desperdício, e ninguém é responsabilizado.
No privado, o custo do prejuízo é imputado ao seu causador.
No público, o custo do desperdício é suportado pelo Estado. Ou seja, por todos nós.
No privado, ninguém aceita a responsabilidade dos outros. Mas também ninguém aceita a sua.
No público, ninguém aponta responsabilidades para não ser apontado.

No privado, o médico aprenderia com o erro e iria verificar a luz primeiro. E se esta não funcionasse, pensaria satisfeito para si : “Ainda bem que me lembrei disto antes de calçar as luvas
No público, o médico amanhã voltará a calçar as luvas antes de verificar a luz. E se esta não acender, dirá ao Zezé, enquanto as muda : “Tens aí um rebuçado ?

E agora para descontrair ...

24.1.06

Vencedores e Vencidos

23.1.06
Vencedores
Cavaco Silva
José Sócrates (Primeiro-Ministro)
Manuel Alegre (o que ficou à frente de Soares)
Jerónimo de Sousa
Marques Mendes (o que apoiou o candidato vencedor)
Ribeiro e Castro (o que apoiou o candidato vencedor)
Ramalho Eanes
Freitas do Amaral
Garcia Pereira
António Borges
Pulo do Lobo

Vencidos
José Sócrates (Secretário Geral do PS)
Mário Soares
Clã Soares (é muita derrota em três meses)
Manuel Alegre (o que não forçou a segunda volta)
Francisco Louçã
Santana Lopes
Joana Amaral Dias (a do BE)
Joana Amaral Dias (Mandatária de Mário Soares)
Rui Oliveira e Costa
Marques Mendes (o que vai ter a vida dificultada na oposição)
Marques Mendes (o que vai ter a vida dificultada no partido)
Ribeiro e Castro (o que vai ter a vida dificultada no partido)
Super Mário

(Publicado n’O Eleito)

Match Point

Stand Up Comedy

22.1.06

People say all the time : “Lesbians hate men. Lesbians hate men. Lesbians hate men”.
Well, how can that be ? They don’t have to fuck them.

Rosanne Barr

A preguiça

Confesso que sou sempre um potencial abstencionista. Eu faço parte daquela franja dos eleitores que se achar que o candidato que apoia vai ganhar fica em casa.

O 25 de Abril já foi há muito tempo e a história de que antigamente não se podia votar não me seduz nada. Compreendo que quem tem mais de 45 anos se lembre bem e que a memória do passado o empurre para as urnas. Mas para mim, e penso não ser o único, votar é um direito natural. Quando cheguei já cá estava.

Escrevo isto para lembrar que a abstenção não é só descontentes e revoltados. Também lá tem muitos preguiçosos e comodistas.

(Publicado n’O Eleito)

O descanso

Depois de 34 viagens, 67 festas, 52 reuniões e 7 conferências.
Depois de 4 entrevistas à televisão, 12 aos jornais, 6 à rádio e 4 debates.
Depois de 100 almoços, 100 jantares e 40 almoços ajantarados onde se incluem 133 febras grelhadas, 56 frangos assados e 86 sandes mistas.
Depois de 236 cafés, 476 sumos de laranja e 32 litros de águas com gás.
Depois de 54 pastilhas de Kompensan, 23 comprimidos de Nimed e 37 gotinhas de Cholagutt.
Depois de beijar 365 criancinhas, 256 velhinhos, 96 peixeiras e 58 vendedoras de fruta.
Depois de apertar a mão a 821 homens e 767 senhoras, abraçar 245 entusiastas e levar um estalo de 1 veterano.
Depois de fazer 2.458 vezes o sinal de OK, 5.699 o sinal de adeus e por 1.685 vezes juntar as duas mãos no ar.
Depois de mandar um SOS.
Depois de quase deslocar o maxilar.
Depois de dizer “Olá, Como está ?” 12.659 vezes, fazer 34.856 mini-conversas de treta e ouvir 63.845 desgraças.
Depois de ter que ir pedir dinheiro ao banco, aos interesses ocultos, aos capitalistas e ao partido.
Depois de ter que aturar 89 desportistas, 165 sindicalistas, 46 empresários, 236 operários, 1.875 pessoas da cultura e o Alberto João.

Depois disto tudo, qualquer pessoa precisa, e merece, um dia de descanso. O absurdo é o nome que lhe dão. Deveria chamar-se Dia de Descanso do Candidato. Seria a verdade e todas as pessoas compreenderiam.

Mas depois da campanha, “instruir” os eleitores a sentarem-se e a pensarem em quem vão votar é de um paternalismo patético que só não é insuportável porque verdadeiramente ninguém se importa. Hoje até deu futebol na televisão e tudo …

(Publicado n’O Eleito)

Uma para mim, outra para ti

21.1.06
no Por Tu Graal


n'
O Jumento

A teoria

Há uns anos atrás, circulava por este país a seguinte teoria, directamente saída das fileiras socialistas :

Uma das razões para a animosidade entre Mário Soares e Cavaco Silva, além da cimeira das rosas, foi o facto de, em 1986, Cavaco Silva não ter apresentado a sua demissão ao recém-eleito Presidente da República Mário Soares. Diziam os seus teóricos que, considerando que é o Presidente quem dá posse ao Primeiro-Ministro e que este está hierarquicamente no degrau inferior, Cavaco Silva deveria ter posto o seu lugar à disposição de Mário Soares. A demissão não seria obviamente aceite, mas ficaria registada a submissão do Primeiro-Ministro ao Presidente da República.

Ao não o fazer, Cavaco Silva como que estaria a dizer a Mário Soares que quem lhe tinha dado posse tinha sido o povo português e não ele, como de resto a Constituição estipula. E que isso tinha sido justo motivo para Mário Soares se sentir afrontado.

Passaram vinte anos, e agora o Primeiro-Ministro que vai assistir à chegada do novo Presidente é socialista.

Enfim, nada como um bom velho provérbio português :
Há mais marés que marinheiros.

(Publicado n’O Eleito)

Elogios fúnebres

Manuel Alegre
O último tempo de antena de Manuel Alegre na televisão (e talvez na rádio, não sei) foi bastante simples mas também bastante bonito.
Perante um discorrer de imagens idílicas de Portugal, a voz de Alegre a declamar a Trova do Vento que Passa. Um grande poema e uma grande voz.
Apesar de não ter percebido o que é aquilo tinha a ver com a eleição presidencial, foi, repito, um momento televisivo bastante bonito.

Mário Soares
Eu pessoalmente não era capaz de aguentar o esforço físico destas últimas semanas. (E não estou a brincar.)
E apesar de não ser uma propriamente uma virtude, (pois caso contrário não se candidataria), há que reconhecer que para um homem de 81 anos é bastante desgastante. A prova foi a rábula do CDS/Partido Popular Europeu. Aquilo foi um momento de completo desgaste físico e mental.
Por isso, ainda bem que não vai ganhar. Só para ele recuperar do esforço, iríamos ficar sem Presidente durante três meses.

Jerónimo de Sousa
Apesar das ideias retrógradas, penso que é a confirmação da pessoa. Muito melhor que o “cassete” Carvalhas e o “nosso povo, nosso povo” Cunhal.
Digamos assim : Já tenho dúvidas se realmente os comunistas comem criancinhas ao pequeno-almoço.

Francisco Louçã
Um político que a cada eleição que passa consegue esconder que se chama também Anacleto… merece o meu elogio.

Garcia Pereira
Parece que ganhou algum juízo. Sempre contra os porcos capitalistas, é certo, mas sem aquela agressividade que o caracterizava.
Enfim, talvez seja impressão minha. O melhor será esperar pela próxima eleição.

(Publicado n’O Eleito)

Mais coisa menos coisa ...

20.1.06
Professor Cavaco Silva: 53%
Anti-Cavaco : 17%
Candidato Oficial do PS : 15%
PCP : 7,5 %
Bloco de Esquerda : 7 %
Carrefour : 0,5 %

Biranta : 39 %

Guys... stop praying !

Guys, pray for rain.

Novidades às Segundas

Dia 30, na RTP 2


Dia 23, no Largo do Rato

Temperos



Estão a ver aquele gostinho delicioso que um cigarro tem a seguir ao almoço ou jantar ?

Eu acho que é da acetona.

Histórias

A inspiração
A transpiração

E se no Domingo o Blogger avariar ?

Para onde é que eu vou ?
Para a rua ?

Walken 2008

19.1.06

A verdade numa campanha eleitoral

Não concordo que a campanha tenha sido pobre de ideias, má ou inútil. Todas as campanhas são assim. O objectivo dos políticos, (seja qual for o cargo a que se candidatam), que pretendem ou esperam ser efectivamente eleitos, é ganhar as eleições. Não é um exercício de cidadania, não é altruísmo cívico, não é para despertar consciências ou propor ideias novas para problemas velhos. É ganhar. Ter mais um voto que o adversário. Nem mais nem menos.

Por isso, o que os candidatos dizem ou fazem, é sempre com um olho na burra e outro nas sondagens. Não podem mentir é certo, mas há muitas maneiras de não dizer a verdade. Porque a verdade custa votos, e quanto maiores os problemas do país, mais terríveis são as verdades e consequentemente maior é o possível prejuízo nas urnas.

Todas as pessoas se queixam dos políticos que à última da hora desatam a fazer inaugurações. Eu também me queixo. Mas eu queixo-me é das pessoas que lhes dão valor por isso. E por isso é que eles desatam à última da hora a fazer inaugurações. No dia em que um candidato for penalizado nas urnas por esse tipo de comportamento, eu garanto que nunca mais vamos assistir a inaugurações à pressa.

A verdade é que a verdade numa campanha eleitoral só podia ser possível se as pessoas a quisessem ouvir. Ou melhor, se a conseguissem ouvir. E não conseguem.

(Publicado n'O Eleito)

Stand Up Comedy

18.1.06
I’m all for hunters having guns. It increases the odds of two rednecks blowing each other fucking heads off.
“Why do you shoot me, man ?”
“I thought you were a dear”
“Fuck you. You’re bad. We’re broke up.”

It happens all the time. Hunters are out there ... it’s cold... they’re lonely.
“Hold me Steve, I’m scared… we must kill the animals. They’re seen us.”

Bobcat Goldthwait

A Obra-prima [2]

Antes de a obra ser uma Obra-prima foi apenas um obra… em construção.



Como se pode ouvir nesta música, algumas letras ficaram pelo chão do estúdio … e eu diria ainda bem.


Comfortably Numb
(demo)

Hello,
Is there anybody in there ?
Is anybody bleeding ?
Is there anyone at home ?

Come on
I know you’re hiding
I could hear you screaming
Aaaaaaaaaaaaaaah …
When your neighbours
Called me on the phone

Listen, I am a Physician
And I can handle your condition
Like a magician
If you show me where it hurts

E agora vamos rir um bocadinho ...

17.1.06











Jenny
Flight of the Conchords

E agora vamos aos blogs ...

Deza7
Rock em Portugal

E agora vamos ao "adivinhem o que é isto" ...



no Humpty 'aonde é que ele vai descobrir estas coisas ?' Dumpty

E agora vamos aos sites ...

If you can see Chuck Norris, he can see you. If you can't see Chuck Norris, you may be only seconds away from death.

via
Postas de Pescada

E agora vamos às frases ...

O que é que deu ao nosso bom Presidente para se "fotobiografar" vestido de "commander-in-chief", ao estilo de George Bush, na capa do livro?
no
Abupto

E agora vamos aos posts ...

A Razão do Vegetariano na A Razão Tem Sempre Cliente
Os restos de Alcácer-Quibir. no Às Duas por Três
Laranjas de Boliqueime n’O Insubmisso

Seinfeld e SuperHomem

16.1.06

O site dos webisodes da American Express com o Jerry Seinfeld e o SuperHomem.

Produzidos pela
WDDG e realizados por Barry Levinson, são bastante originais e divertidos.

(não se esqueça de consultar o atendedor de chamadas)

Pequenos Mistérios


Alerta SIC
Envie SMS com a palavra ALERTA para 3369
(custo: 0,30€ por SMS recebido)
Subscreva o serviço e receba todas as notícias do dia em primeira mão


Quem é que precisa de um serviços destes ? Quem é que precisa de saber o que está a acontecer a qualquer momento e que não pode esperar 5 minutos, meia hora ou até pelas notícias às 8 horas ?

Eu gosto de saber o que se passa. E leio jornais, ouço a rádio, vejo televisão e navego pela net. Mas se entretanto acontecer alguma coisa no país ou no mundo, eu não preciso saber naquele preciso momento. Posso perfeitamente esperar. Não tenho qualquer necessidade de saber “em primeira mão”.

Sendo este serviço dirigido ao público de uma forma geral, que possíveis clientes pretende a SIC aliciar ? É que exceptuando a malta do Blasfémias, sinceramente não estou a ver quem é que precisar de ser alertado “em primeira mão” que em Bragança faltam meios para combater o nevões.

IBelieve que Cristo não iria gostar de ver isto ...

Em casa onde não há pão ?

15.1.06
Na Bola
É latente a tensão que existe no balneário do campeão nacional. Depois de na segunda-feira Luisão ter agredido Karagounis, durante o treino, ontem foi a vez do insuspeitíssimo Anderson pontapear violentamente Fabrizio Miccoli. Uma situação que Ronald Koeman geriu no seu estilo habitual: foi ter com o central e conversou com ele, calma e tranquilamente, procurando explicações para o sucedido. Aqui e ali, notam-se fricções que antes pareciam não existir.

Eu quero

Eu quero conspirações, manobras, cabalas, tramas, arranjinhos, conluios, maquinações, cambalachos e negociatas.

Eu quero logros, trapaças, aldrabices, intrigas, ardis, manhas, engenharias e corrupções. Eu quero segredos, ciências ocultas, voodus, mistérios e enigmas.

Eu quero dramas, sinistros, desgraças, catástrofes e infortúnios. Eu quero comédias trágicas e tragédias cómicas.

Eu quero um coup d'état. Um 25 de Abril e um 28 de Setembro. Um 11 de Março e um 25 de Novembro. Um 5 de Outubro e 31 de Janeiro.

Eu quero manipulação e perversão, depravação e podridão, decomposição e putrefacção, devassidão e adulteração.

Eu quero subornos, prevaricações, desvios, imoralidades, desonestidades, impurezas, sujidades, porcarias, excrementos, indignidades, desprezos, repulsas, imundices e obscenidades.

Eu quero golpes e golpadas, crises e revoluções. Perturbações da ordem pública e da ordem moral. Sublevações, insurreições, agitações, alterações, transformações e desnorteamentos.

Eu quero trapalhadas, confusões, desassossegos, vergonhas e intimidações. Eu quero depreciações, da boa e má moeda.

Eu quero desonras, opróbrios, ignomínias, afrontas, infâmias, abjecções, degradações, aviltamentos e vilezas. Eu quero torpezas, ignobilidades, inferioridades e mesquinhezes.

O que eu não quero é a merda de um lapso.

Stand Up Comedy

14.1.06

I was in Canada. This canadian woman ask me : “What americans really think about Canada ?”. And I was like : “… We don’t. And as a mater of fact, until we run out of natural recourses, you guys are pretty safe.”
But when that day comes : “… knock, knock…Hey Canada, how it’s going ?... humm… we’re out of wood. I don’t know how to put this… ahhh…get out !”

Jon Stewart

Pergunta do dia

13.1.06
Entre 1985 e 1995, quem é que mandava no país ?

O Hino

No Combustões

[...] Não compreendo, sinceramente, que insulto ou que aproveitamento estará a fazer essa companhia a algo que é de todos. Tenho para mim que o hino e a bandeira deviam estar em todo o lado, conquanto respeitados. Nós todos somos o hino e a bandeira, pelo que a sua presença deveria ser tão natural como as árvores, as montanhas, as casas e monumentos, a língua e a memória deste povo que quer manter a sua independência e liberdade. O hino e a bandeira não são propriedade de ninguém, não são de esquerda ou de direita, de partidos, empresários ou trabalhadores. São de todos e a todos obrigam a exibi-las. [...]


E eu acrescento que se porventura aparecesse um actor qualquer a fazer um rábula com o hino, e se levantassem, erradamente, vozes a censurar, não faltariam novos do Restelo a clamar pela liberdade de expressão.

Ar Fresco

Bombyx Mori
de volta ? e foi a algum lado ?

O Porco

Num dos tempos de antena de Francisco Louça, são apresentadas imagens de confrontos com a polícia alternadas com a imagem de um homem de costas que está a comer. A voz off vai dizendo : “… se não lhe sabe bem…”. Até que aparece a imagem da comida e o que vemos é isto com as palavras de fundo : “… então por que é que insiste em comer ?

Desde o PSR que Louçã sempre gostou de chocar. De fazer passar a mensagem através de imagens fortes e palavras fortes. De certa forma até se compreende. A alternativa seria apresentar as suas ideias.

Mas estas imagens não são fortes. São pura e simplesmente nojentas. E revelam bem o porco nojento que é o Prof. Dr. Francisco Louçã.

(Publicado n’O Eleito)

O Eleito já foi eleito

12.1.06

Stand Up Comedy


My daughter calls me from college and she goes : “Hey dad, my boyfriend is staring to wonder what’s like to go all the way …”.
I said : “Well, maybe I came down there and fuck him and then he won’t be curious anymore”.
“Well Steve, was what you expected ? …stop crying … maybe tomorrow I teach you how to blow me … you’re not gonna shit on the bed, don’t worry …”

Robert Schimmel

Stand Up Comedy

11.1.06

Sometimes girls spend too much time on our nipples. I mean, we appreciate the effort, I just don’t know if you realize that they’re not hooked up. They’re show nipples. They’re like those towels you can’t use in the bathroom. They’re just there because they match the soap.

Mitch Fatel

Se uma música incomoda muita gente ....

Desde que descobri o Firefox em todas as suas potencialidades, uso-o para consultar os blogs. Para quem não sabe, permite abrir vários links ao mesmo tempo em ‘tabs’ (semelhante às folhas do Excel).

Sabem o que é que acontece quando nos blogs a música está configurada para começar a tocar automaticamente ?

Imaginem 6 músicas a tocar ao mesmo tempo…

Al Capuchino


O Pedro Granger não foi fazer um curso qualquer de representação aos Estados Unidos ? Ou estou a fazer confusão com outro wanna be qualquer ?
É que a qualidade de representação dele está ao nível do homem do Calgon Anti-Calcário. Pior até. No anúncio pelo menos, por momentos eu fico mesmo convencido que aquela coisa branca dá cabo da máquina de lavar.

E agora vamos aos blogs ...

Diário
conservador, deprimido e abstémio
Ao escrever um texto queimo-se-me o bife. Sim, que eu sou conservador e machista, mas na prática sou eu que tenho de fazer o almoço.


Perguntar não ofende
"E tu, Manela, quanto é que ganhas?" Paulo Futre
Alguma vez chegou a ser dada uma justificação oficial, cabal e satisfatória para o fim da GreenSands?

Água da Fonte

9.1.06

If you buy this CD, I can get this car
Robert Schimmel

E por falar em Oscares


Este ano os cartazes oficiais são simplesmente espectaculares. Originais, simples, cativantes e com um brilhozinho de Hollywood.

Para se comparar, eis os mais recentes.