<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7665134\x26blogName\x3dA+Fonte\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://afonte.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://afonte.blogspot.com/\x26vt\x3d6978232382653524933', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

A Fonte

O que há de errado comigo ? Eu não sei nada e continuo limpo.

Stand Up Comedy [46]

31.8.05
Someday I want to have kids, and I like to get married, and I don’t know what my wife gonna believes in and I wanna respect her superstitions, you know. So there’s a question how we’re gonna raise our kids but I think I’ve hit upon the perfect solution. I decided I’m gonna raise my kids to be amish, you know. I can teach that hard working ethic in them, that sense of morals but it will be problems.
I’m sure there will be occasions like :”Daddy, how come we never get to watch television or play videogames and you always get to watch television or play videogames, and you get to have the lights on, and we never do… how come you do ?"
“Well, sweetheart, that’s because daddy’s not amish. See, you are dear, that’s what you believe in. Now be a good boy, go upstairs to bed. Got to get up early and harvest my breakfast. Come on, I see you peeking…baby, go to bed… Ahh amish kids…their something.”

David Cross

Anda, tu consegues... só mais um esforço...

30.8.05
"Nos países mais ricos [Alemanha], onde não se podem dar ao luxo de desperdiçar dinheiro..."
Ministro Alberto Costa
RTP 1 - Telejornal

Stand Up Comedy [45]


So I was watching a lit bit of Oprah the other night. I don’t really like that show, my girlfriend likes it and I wanna get laid, so … you know. You pick your battles.

Bill Burr

Há dois tipos de Marxismo

29.8.05
O Bom
e
O Verdadeiro

Blogspot Me

28.8.05
Num belo dia de sol um idiota chamado Morgan Spurlock foi ao cinema e viu um filme chamado Bolling for Columbine. E gostou tanto que pensou : E se eu fizesse o mesmo ?

Agora não seria o fascínio dos americanos por armas mas pela fast food que leva a que as pessoas estejam a tornar-se obesas. Claro que se poderia pensar que se os americanos estão a comer muito é porque querem e que não deve ser surpresa para ninguém que a fast food não é propriamente a comida mais saudável. Só que isso não vendia. Era preciso inventar um inimigo, um nome para as pessoas apontarem o dedo.

A McDonald’s sendo a mais famosa cadeia de restaurantes fast food do mundo era o bode expiatório perfeito. Mas não bastava dizer que fazia mal, isso toda a gente já sabe. Era preciso algo mais espetacular. Daí até ter tido uma das ideias mais idiotas que me lembro foi um ápice. O que é que este Einstein se lembrou : Comer apenas McDonald’s, tamanho Super Size durante um mês, para provar que a comida de plástico faz mal.

A própria ideia é suficiente para se ver a contradição : Se ele comeu hamburgers durante um mês para provar que fazem mal, é porque sabia que lhe iam fazer mal. Seria a mesma coisa que para provar que as armas fazem mal o Michael Moore desse um tiro a si próprio (já sei, já sei), e depois dissesse : Estão a ver ?

O resultado foi uma surpresa completa : engordou desmesuradamente, dores no peito, palpitações cardíacas, o colesterol disparou, etc. Tudo muito surpreendente, portanto. Quem viu o filme terá ficado em choque com as consequências, estou certo.

Neste ponto, a vontade que dá é perguntar se ele tem optado por bacalhau com natas durante um mês, ou bife a cavalo ou até bolachas Maria se o resultado seria o mesmo, mas eu proponho outra via. Qual seria o desfecho desta idiotice se ele tivesse comido durante um mês apenas hamburgers feitos em casa, batatas fritas feitas em casa e sumos naturais espremidos em casa ? O problema não pode ser apenas o molho ….

E quanto à dose Super Size, não passou de um uma jogada de marketing para vender melhor o documentário. Super Size Me é, reconheçamos, um belo título. E mais, o idiota vangloria-se que a McDonald´s acabou com a dose por causa do filme. Ou isso ou então para evitar a má publicidade, nunca o saberemos. Não lhe passa pela cabeça que a Mcdonald´s transformou o problema da comida no problema da dose e ao acabar com ela está, ao olhos da opinião pública, a acabar com o problema.

Resumindo, o idiota podia concluir que as pessoas estão gordas porque comem muito e porque querem comer muito. Mas isso seria muito básico e não vendia. Principalmente a parte do “porque querem”. Porque seja na América ou em qualquer parte do mundo ninguém quer ser gordo. Por exemplo, se eu não faço mais exercício é por causa dos blogs.
Ora aqui está uma bela ideia …

Água da Fonte

Sometimes you have the tv on and you’re working around the house, some guy comes on and says : “Six thousand people were killed in an explosion today”. You say “Where? Where?“, he says: “In Pakistan”. You say “Oh fuck Pakistan! Too far way to be any fun”. But if he says it happened in your hometown you say: “Oh hot shit. Come on Dave, let’s look at the bodies!”

George Carlin
The Planet is Fine

Pequenas Irritações

Cafés que têm uma máquina de tabaco mas que não trocam as notas em moedas

Quando o dono de um café opta por vender o tabaco numa máquina não é suposto que estivesse sempre disposto para trocar notas em moedas ? Principalmente em cafés pequenos é rara a vez em que se dispõem a trocar de boa vontade. E se o movimento não gera na caixa trocos suficientes, que diabo, há uma coisa chamada bancos.

Até porque a desculpa é sempre de que não as têm. Mas se fizermos alguma despesa, acontece um pequeno milagre porque elas logo aparecem. E se o objectivo fosse levar as pessoas a consumir, seria estúpido mas teria alguma lógica. Mas não, a razão é mesmo aquela falta de sentido comercial tão típica de muitos cafés e restaurantes portugueses. Como quem diz : “Eu vendo tabaco, mas não sou teu criado para ter que te arranjar moedas.” E a pior cena é quando trocam, mas com se estivessem a fazer um favor do tamanho do mundo. Como se lhes tivéssemos pedido um rim.

Definitivamente, vai ser uma das vantagens se e quando deixar de fumar.

Início das hostilidades

27.8.05

Já não há incêndios ?

TVI - Sábado
1ª notícia - O Ricardo perdeu a titularidade para o Nélson
2ª notícia - O Nuno Valente foi transferido para o Everton
3ª notícia - Incêndios

Que raio se passa em Coimbra ?

No DN

Apenas 20% dos 28 160 incêndios registados desde o início de 2005 têm como causa o fogo posto, apurou o DN junto da Polícia Judiciária (PJ) e do Ministério da Agricultura, do Desenvolvimen- to Rural e das Pescas. Para estas duas entidades, a negligência (embora seja considerada crime pelos efeitos que produz) está na origem da maior parte dos incêndios. Ainda assim, a PJ bateu este ano o recorde de detenções de alegados incendiários 126, sendo que só 32 foram detidos na área de Coimbra. Nos casos de fogo posto, o perfil do incendiário mantém-se desde há muito anos: homem, baixa escolaridade, residente na localidade onde ateou o fogo e excluído socialmente.


Eu não acredito neste número. Como é possível que a polícia já tenha investigado todos os 28 160 incêndios a ponto de vir dizer qual a percentagem de fogo posto ? Houve tempo ?

Depois a notícia é passada neste termos : "Apenas". Poderia ser "tantos ?". Mas não. Nós "apenas" temos 20% de crimes. Não somos uns sortudos ?

TIP

Se algum dia pensar em fazer a migração da sua linha ADSL para outra de velocidade superior, certifique-se que a linha aguenta o aumento de velocidade. É que o resultado é como comprar um Ferrari para andar no paralelo.

Classificados

26.8.05
Eu não sei se o Governo me autoriza a fazer a transacção, mas aqui vai :

Troco um Estádio de Futebol por 8 aviões Canadair.

O estádio está como novo pois é pouco usado. É de futebol mas também pode servir para concertos de rock. Fica numa zona agradável, com muito sol. Tem balneários.

Biblioteca de Babel

25.8.05
Blogue Liberal, atento à actualidade e à cultura (ou falta dela). Defendo o Liberalismo Económico, a economia de mercado, a globalização, a verdade sobre as mentiras da esquerda radical, o modelo Americano, os Estados Unidos da América, Israel, Hayek, Jorge Luís Borges, Kobe Bryant, (coisa indecorosa que não tenho coragem de escrever) e José Mourinho.

Parabéns ao Salvador e à Sousa pelo primeiro aniversário de um excelente blog.

Há dois tipos de problemas com a net

Quando não a temos
e
Quando a temos mas está sempre a ir abaixo e está leeeeeeeenta e o sinal demoooooora a vir e a nossa vontade é mandar o modem contra a parede cada vez que começa a piscar o olho.

Calma, é apenas um teste

Ontem, em mais um Pessoal e... Transmissível, o Carlos Vaz Marques entrevista o cineasta Edgar Pêra, autor do “És a nossa Fé”, entre outros.

Não ouvi a entrevista toda, mas deu pelo menos para isto :
CVM :
Quer dizer que à vezes testa a paciência dos espectadores ?
EP : Sim.
Muitas vezes.

Agora já sabem. Se algum dia estiverem a ler A Fonte e acharem que este blog está uma seca, isso é apenas impressão vossa. Eu estou é a testar a vossa paciência.

Quanto é que custa um Canadair ?

24.8.05

Two can play this game

A Joana Amaral Dias é um importante elemento da esquerda radical portuguesa, gozando de audiências regulares com Francisco Louça, e membro do blog Bicho Carpinteiro.

Betadine

23.8.05
Quantas vezes é que a partir de amanhã os jornalistas vão perguntar ao Jerónimo de Sousa se ele vai desistir como da última vez ?
As apostas estão abertas.

Aviso

Aviso já que se estão à espera de me ver aqui a falar do monumental peru de Natal que o Ricardo deu estão muito enganados.

O Ricardo, apesar de ter estar mais aberto que uma puta da Trindade, não deixa de me merecer todo o respeito. Se não falei do frango de Sexta-Feira não é agora que vou dizer coisas do género que mais valia assumir a vocação e pedir um emprego no Intermarché.

Mesmo que por hipótese maluca, daqui para a frente eu já só esperasse patos, frangos, perus e saídas a cruzamentos nunca o diria. Um bom Sportinguista como eu sou é reservado, guarda as mágoas e reza uma lesãosita em silêncio.

Aprendam.

Para quem não viu o jogo

Os prazeres e os vícios

A propósito deste excelente post sobre o caso betandwin n’A Arte da Fuga.

Devemos acrescentar: e bem!— que não é função do estado proteger-nos dos nossos vícios, atender às nossas necessidades, ou recompensar-nos pelas nossas virtudes, especialmente porque tende a fazê-lo com as receitas arrecadadas com o alívio compulsivo dos frutos do trabalho dos cidadãos.


Apetece-me falar de droga.

Porque eu vejo muitas semelhanças entre os dois vícios. Ou melhor, nos dois prazeres, porque dependerá sempre do ponto de vista. E não pensem que estou a falar do consumidor, mas sim do vendedor. Do ponto de vista do Estado os casinos, a lotaria, o tabaco e o álcool são prazeres que devem ser degustados devagarinho. Mais à frente vou explicar porquê.

Mas a betandwin, as rifas, o haxixe e até mesmo as heroína e as restantes duras são um vício que destrói famílias, empregos, saúde e que leva à ruína do ser humano. O facto de o tabagismo e o alcoolismo serem as causas de (não me apetece procurar os números) uma percentagem enorme das causas de morte (directa e indirectamente, como as mortes na estrada) não são obviamente argumentos suficientes para os proibir. De igual modo, as pessoas que chegam ao extremo de elas próprias, num momento de lucidez, pedirem aos casinos para as proibirem de entrar também não comove o poder político.

Curiosamente os prazeres controlados pelo Estado nunca são medidos pela mesma bitola dos outros vícios. Na droga, o consumo exagerado e descontrolado de poucos serve de fasquia mínima para se proibir o consumo a muitos. Se o Estado legisla a droga mediante o comportamento dos drogados, porque não legisla o álcool pelo comportamento dos alcoólicos, ou o jogo pelos dos viciados dos casinos ? A duplicidade de critérios é aberrante e tem como única explicação a velha explicação : Dinheiro. Neste caso em forma de imposto. Se permite os prazeres é porque os consegue controlar e como tal tributá-los. Apesar de tudo, os vícios são mais difíceis de tributar. Como se tributa um charro ? E uma rifa ? Só a logística envolvida desencoraja qualquer um.

Claro que não estando com os copos, não me esqueci que o problema da droga não é português. O problema é que eu acho que a droga não é um problema. Ou então é um problema tão grande como o álcool. E o problema do álcool também não é português. (afinal talvez esteja).

Mas, e voltando a atrás, porquê devagarinho, dizia eu ? Porque devagarinho, o consumo é maior, logo a tributação é maior. Para o Estado, o consumo de décadas em álcool, tabaco e bilhetes do totoloto é uma forma de estar na vida. Quem é que quer ter uma pessoa viciada durante dois anos quando pode ter essa mesma pessoa a desfrutar de prazeres durante toda a vida ?

E termino porque estou com uma secura na boca que não aguento mais.

Eu não preciso do aviz, nem do fora do mundo, nem do jaquiz..(este não)

22.8.05
O Karloos do Tau-Tau está de volta.

Euro2006

Eu proponho que se faça um Euro2006 dedicado aos incêndios. Talvez assim se consiga resolver o problema das causas, das consequências e dos meios.

ÀVGSSPTPCC

N’[a barriga de um arquitecto]

Deixo aqui uma mensagem importante e muito urgente. Esta gatinha de dois meses é cega e foi encontrada abandonada no caixote do lixo. Foi recolhida e está à guarda do dedicado “staff” da Clínica Veterinária Muralha (em Évora), que precisa de encontrar uns donos dedicados para ela.

Se tiverem condições para a adoptar ou conheçam alguém que o possa fazer, por favor contactem para o nº. de telemóvel 96 230 59 07 (Dora) ou via email para
abarrigadeumarquitecto@gmail.com. Mais informações serão dadas nos comentários sempre que solicitado. A todos desde já o nosso muito obrigado.


Foi o que eu disse.

Há dois tipos de incêndios

21.8.05
Os que vemos na televisão
e
Os que vemos a aproximar-se.

Coming out of the closet

Eu não lia o Aviz.

Terminator

O filme Terminator é um grande filme, assim como o Terminator 2 que tinha efeitos especiais fantásticos e inovadores. Mas eu sempre tive um pequeno problema com o filme. Chama-se coerência.

No primeiro filme o Kyle Reese (Michael Biehn) é enviado para o passado pelo líder dos rebeldes para proteger Sarah Connor (Linda Hamilton) das máquinas porque o filho dela irá tornar-se precisamente no líder dos rebeldes. Acontece que o pai da criança é o Reese.

Pelas minhas contas isto não é possível. A Sarah Connor só concebe o líder porque o Reese foi enviado do futuro, e para ele ser enviado a Sarah já tinha que ter concebido o líder 35 anos antes. A guerra começou e o líder nasceu e iniciou a revolta para mais tarde enviar o Reese para o passado. Mas como é que inicialmente o líder nasceu ?

Água da Fonte

Why is always that other guy who gets the commercial : “I’ve lost my job, then my house, then my wife, then my car, then my kids. Don’t do drugs”. Well, I’m definitely not doing it with you. Fuck. Man, you’re bumming me out. Get him out if here.

Great Times on Drugs
Bill Hicks

A Faixa das Farsas

O José Mário Silva do Blogue de Esquerda (sim eu sei, é parecido) pergunta a propósito de Gaza : “Serei só eu a ver, neste processo todo, os contornos de uma bem ensaiada farsa ?

Talvez ele tenha razão, porque afinal, como sabemos, aquela zona é muito dada a grandes farsas.

Em Giron a ganza está marada

No Diário Digital

Uma vaca foi presa na Colômbia por alegadamente ter provocado um acidente de viação. Segundo a imprensa local desta sexta-feira, o animal estava a vaguear por uma rua em Giron quando colidiu com uma mulher de bicicleta.
Um porta-voz da polícia de Giron, citado pela imprensa, sustentou: «Se tivesse sido uma pessoa a provocar o acidente estaria atrás das grades, então, neste caso, porque é que deveria ser diferente por ser com uma vaca?».

Aqui está um belo exemplo. Lembro-me de um certa gaivota que também lá devia ter batido com os costados.

Terapia

Amigo leitor,

Se não concordar com um post e tiver necessidade de me fazer sentir a sua ira, não se desgaste em comentários mais ou menos anónimos. Vá aqui e dê largas à sua revolta.

(ideia roubada à Biblioteca de Babel)

Stand Up Comedy [44]

18.8.05

People always brag about their sex life. I have a friend that call just to tell me : “Hey Arj, I found a new kind of sex. Its totally spiritual, it’s eastern. You have sex like five or six hours but you never climax.” I was like : “Yeah so.. I’ve used a condom before.” – “No, Arj, it’s called tantric meditational sex”. – “You can call it what you want, but five or six hours of sex … I don’t have that kind of money”

Arj Barker

Bombyx mori

Ele quer ir, mas algo o impede. Ainda bem.

Reportagem do Exterior

no Blogame mucho

A vida é mais estranha que a ficção

17.8.05
Diz o Adolfo Mesquita Nunes no Arte da Fuga que :

A retirada da faixa de Gaza, ordenada por Sharon, inscreve-se na galeria dos factos mais importantes da História mundial dos últimos 100 anos. A importância não é minorada pela sistematica ausência de relevo que lhe é conferida pela comunicação social e pela opinião publicada. Bem sabemos que não se pode destruir o mito de Sharon Terrorista, só porque ele, coisa pouca, está a dar o mais importante e decisivo passo para a paz que Israel conheceu nas últimas décadas.

Estou plenamente de acordo. E diria mais : É precisamente por ser sido ordenada pelo Butcher of Sabra and Chatilla que a torna mais importante. Os anti-Israel não devem saber o que fazer ou dizer. Será que a sua consciência lhes permite aplaudir o terrorista que afinal de contas está a construir a paz ? Não posso deixar também de concluir a tremenda ironia que me parece ser incontestável: Só um líder israelita forte, que na linguagem dos palestinos quer dizer terrorista, podia tomar a decisão de abandonar a Faixa de Gaza. Só um líder forte podia aguentar a tremenda oposição que se deve estar a sentir em Israel, como aliás as últimas noticias o relatam.

Devo confessar ainda que estou surpreendido. Há uns tempos vi na SIC Notícias uma reportagem, salvo erro do Henrique Cymerman, sobre os colunatos em Gaza. Duas entrevistas perduram na minha memória. A primeira a uma israelita que vivia lá. Questionada sobre o sacrifício que era viver no meio de uma batalha diária, (onde o pão por exemplo, chegava todos os dias por helicóptero), respondeu que estava a cumprir um desígnio de Deus. A segunda a uma palestina. A certa altura o jornalista pergunta-lhe se deixaria um filho vir para a rua atirar pedras aos soldados judeus, correndo o risco de ser morto. A resposta ainda hoje me é incompreensível : Não só deixaria, como aceitaria que ele o fizesse, e que se tivesse que morrer morria. Era uma inevitabilidade. Teria lutado pela causa. Teria morrido pela causa.

Lembro-me de ter pensado que com pensamentos destes de um lado e do outro, dificilmente esta guerra teria um fim. Ou pelo menos que ainda estaria para durar. O que, verdade seja dita, ainda não sabemos se não estará. Mas a verdade é que para a paz ser conseguida um dos passos teria que ser inevitavelmente a retirada dos colunatos. Por isso, só podemos ter esperança, e hoje mais do que nunca.

Já agora, e o Bush ? Não eram sempre os Estados Unidos acusados a fazer o jogo de Israel, de apoiarem militar e financeiramente o terrorismo contra os palestinos ? E agora ? O criminoso não teve nenhuma influência no assunto ?

Quem pensa que é fácil para os bloquistas fazer política está bem enganado. Hoje em dia deve ser bem difícil.

Stand Up Comedy [43]

One thing that I know by hanging out with my grandmother is that will be no dignity left with old people. Like by the time my generation gets old. It’s weird. Old people now is so sweat and nice. You know, I can’t swear on my grandmother. Even if I’m like : “Oh that’s sucks”, my mother like “Scheeeeeeee, don’t say that. Not around grandma. That’s not word we use on grandma. You know that”. But I swear all the time. That’s how I’m gonna be when I’m old, you know. My grandson gonna be like : “Hey grandpa, let’s go to the zoo” - “What ? The zoo ? Fuck that. I’m not fucking go to the zoo. What are you ? Gay ?” – “Ma, grandpa said I was gay” – “Don’t tell on me, beach”

Nick Swardson

E por falar no Estádio do Porto

Por falar em explodir o Estádio do Porto

Uma vez o Reinaldo Teles disse que se nós (os não portistas) pudéssemos, faríamos explodir o estádio com os portistas todos lá dentro.

Não é verdade. Eu por exemplo explodia-o só em dia de reunião da direcção.

Direitinhas

Se algum dia virar bombista, a seguir ao Estádio do Dragão, as primeiras bombas vão direitinhas para as estações de serviço da A1. Vão roubar à puta que os pariu.

Lembrar Artur Jorge

16.8.05
Scolari deixou a mensagem
"Experimentar, sem perder hábito de ganhar"

O Cândido deve ter uns lindos olhos ...

Festa portuguesa em dia de vitória russa na Volta
Vladimir Efimkin foi o vencedor da 67.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta, mas foi Cândido Barbosa que teve uma recepção de campeão após o contra-relógio final, disputado em Viseu
Público

Cândido Barbosa falha vitória na Volta
Jornal de Notícias

Vladimir Efimkin Após nove anos a ganhar sprints, Cândido Barbosa decidiu que queria mais. Queria ganhar uma Volta (…)
Diário de Notícias

Efimkin resistiu a Cândido
O Jogo

Efimkin resiste a Cândido e ganha Volta
Record

Möller venceu "crono", russo resiste a Cândido
A Bola

O russo Vladimir Efimkin, da Barloworld, ganha a Volta a Portugal em Bicicleta resistindo ao ataque de Cândido Barbosa na última etapa.
Rádio renansença

Cândido Barbosa no segundo lugar
Vladimir Efimkin ganhou hoje a 65ª Volta a Portugal em Bicicleta
SIC Online

O público saiu hoje em massa à rua para "empurrar" Cândido Barbosa (LA-Liberty) rumo à vitória na Volta a Portugal em bicicleta, mas o jovem russo Vladimir Efimkin (Barloworld) mostrou-se intransponível e silenciou a festa.
RTP

Dou-te um doce

E depois ?

Anda por aí a circular a ideia de que se o Valentim e o Isaltino ganharem as respectivas câmaras significa uma derrota para o Marques Mendes. Aparentemente porque o povo escolheu o que ele rejeitou. Dito assim até parece que é verdade, mas a realidade é que o Presidente do PSD procedeu de forma correcta. As suspeitas pendentes aconselhavam qualquer pessoa de bom senso a recolher-se. Eles não o tiveram e alguém tinha de o ter por eles. Marques Mendes, repito, andou bem.

Por isso acho que estas duas candidaturas, e ainda a do Avelino Torres, vão representar mais que do que um simples ajuste de contas de parte a parte. O resultado tanto pode significar que as candidaturas independentes podem resultar no maior embuste autárquico que este país pode sofrer, ou pelo contrário, que afinal o empreguinho na câmara não passa disso mesmo e que os
robins dos bosques só existem no cinema.

No entanto, há uma pergunta que eu ainda não vi respondida : O que os leva numa situação tão frágil politica e judicialmente, e contra a vontade expressa do partido, a teimar em concorrer ? Para provar o quê ? Que são populares e que o povo gosta deles ? E depois ?

Stand Up Comedy [42]


I learn this on Trivial Pursuit. This is how the golden eagle mate. The male and female go both three miles high and start going 80 miles an hour. And then they connect and start dropping. And they don’t stop dropping until the act is completed. So, it’s not uncommon they both fall all the way to the ground, hit the ground and both of them die. That’s how committed they are to this.

I don’t know about you, but if I’m one of these two birds, you getting close to the ground, I seriously consider faking it.

Ellen DeGeneres

Vade Retro

Parece que o governo quer que as televisões acordem em não transmitir imagens de incêndios porque as mesmas poderão ter o efeito perverso de provocar nas mentes de potenciais incendiários o desejo de pegar fogo a alguma coisa.

Basicamente é uma ideia estúpida, populista e demagógica.

Por esta ordem de ideia não deveriam também passar imagens de homicídios porque de igual modo poderão levar uma mente mais frágil a lembrar-se de matar o vizinho do lado só porque ele teima em não fechar a porta da rua. Tenho a impressão de já ter visto (lá está, ainda não é proibido) um caso ou outro em que o assassino foi catalogado com problemas mentais. Nunca saberemos se não foi um noticiário com a Manuela Moura Guedes mal resolvido.

E porquê parar aqui ? Notícias de roubos bem sucedidos não serão o pequeno empurrão que alguém que está a pensar em assaltar uma bomba de gasolina precisa ? Não poderá funcionar como um incentivo do tipo “o crime compensa” ? Por exemplo, quantos aprendizes de feiticeiros não estarão neste momento a escavar túneis por debaixo de bancos ?

Antigamente eram os discos com mensagens satânicas, agora é a televisão com imagens sugestivas. Presumo que do diabo também, já que o cenário é o dele.

Ainda mais enervante

O Being José Mourinho fez um upgrade das Pessoas que me enervam.

Pois.

1 – O ministro Mário Lino acerca da IP5 “Podia dizer que não é um problema meu. Não fui eu que a construí”
É perfeitamente normal que um ministro diga coisas sem pensar. É uma pessoa como qualquer um de nós. O que não é normal é que a seguir não tenha sido demitido.

2 – Os bombeiros voluntários têm seguro de vida ?

3 – O Ministro Alberto Costa disse ao Primeiro Ministro que não precisava interromper as férias. Mas afinal quem é que manda no país ?

4 – Os U2 foram condecorados com a Ordem da Liberdade. Quem viu a cerimónia ficou a saber que nem eles perceberam o porquê.

5 – Como se pode viver sem o cabo ? Ou melhor, como se pode viver só com os 4 canais portugueses ? Mais de uma semana neste regime e percebe-se que a televisão portuguesa é mesmo um boa merda. Não é uma frase feita, é realmente uma boa merda.

Pois.

13.8.05

O meu primeiro cybercafé

2.8.05
Só vim matar saudades e ler alguns blogs. Matar o vício, portanto.