<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7665134\x26blogName\x3dA+Fonte\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://afonte.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://afonte.blogspot.com/\x26vt\x3d6978232382653524933', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

A Fonte

O que há de errado comigo ? Eu não sei nada e continuo limpo.

Proposta Comercial ao c/ da SAD do Sporting

30.9.05

Stand Up Comedy [53]


Being in a relationship is like being in AA. My friends ask me : "How is it going with that girl ?"
I'm like : "One day at the time, man. I didn't say anything wrong today but I don't know what's tomorrow gonna bring."
- Hi, my name is Adam and I'm a boyfriend. I's been six months since my last decision. I felt the urge to have an opinion the other day, but thank God my sponsor come over and we sat down til that felling went away.

Adam Ferrara

Teatro de Operações

Ontem ou anteontem vi um bocado da 1ª Companhia. Aparentemente o Nuno Homem de Sá estava aborrecido com a saída do Robin ou Rubin, enfim. O (a, it ??) Castelo Branco disse-lhe para não fazer teatro e ele atira-lhe com um sapato que só não acertou "porque não quis", como veio mais tarde a dizer. Adiante.

Foram chamados ao gabinete do Comandante onde se puderam explicar num cena de teatrinho em que me falta a arte e engenho para descrever. Mas o melhor veio depois. O Comandante, (eu não sei se o cargo é comandante mas dá a ideia que é quem manda ali), juntou os seus oficiais (?) e disse-lhes que deveriam estar atentos a isto e aquilo e aqueloutro. Não decorei.

Aquela conversa parecia real. O tom, as palavras, o ar grave, as posições corporais, etc, eram as mesmas que se veriam num reunião a sério, num quartel a sério, na tropa a sério. Mas não era a sério, era a brincar e esse é o meu problema. Aqueles homens foram ou são militares a sério. E são eles que estão a representar o maior teatro naquele programa.

Ver o (a, it ??) Castelo Branco a brincar de recruta é patético, mas ver militares a brincar de militares é penoso e degradante.

PS (onde é que eu ia entalar isto ?) - A Associação de Praças não tem uma palavra a dizer sobre aquela coisa que aparece ao lado da Júlia Pinheiro ?

Coming out of the closet

Nunca vi nada de especial na Mila Jovovich.

BiCampeão


De acordo com uma notícia do site maisfutebol, uma das casas de apostas mais importantes de Inglaterra resolveu dar já o Chelsea de José Mourinho como vencedor final da liga inglesa apesar de só terem passado 7 jornadas no campeonato. A empresa irá pagar o valor correspondente ao prémio de todos os que apostaram que o Chelsea seria campeão no final da temporada. Podem ver a notícia aqui ou o anúncio oficial aqui.

no Tau-Tau

Sporting

Butch: What now?
Marsellus: What now? Let me tell you what now.
I'ma call a coupla hard, pipe-hittin' niggers, who'll go to work on the homes here with a pair of pliers and a blow torch. You hear me talkin', hillbilly boy? I ain't through with you by a damn sight. I'ma get medieval on your ass.

Só deu Porto ?

29.9.05
Os comentários de hoje de manhã foi de que ontem só deu Porto.
Não é verdade. Não foi só Porto, Porto, Porto.
Foi mais Porto, Porto, Porto, Porto, Artmedia, Porto, Porto, Porto, Porto, Porto, Artmedia, Porto, Porto, Porto, Porto, Porto, Artmedia, Porto, Porto, Porto, Porto, Porto.

Há que reconhecer ...

28.9.05
... que isto hoje teve a sua piada.

Oferta

No JN

A páginas tantas, as empregadas de limpeza dos Paços do Concelho do Porto começaram a aparecer na porta principal. João Teixeira Lopes, candidato do Bloco de Esquerda à Câmara do Porto, fazendo-se acompanhar de jovens com esfregonas, vassouras e baldes em punho, lavava a rampa de acesso ao edifício.
Simbolicamente, fazia "uma barrela, uma lavagem, uma vassourada contra a corrupção".


A minha mulher manda avisar, que se a malta do Bloco estiver a pensar em fazer mais uma acção simbólica e se for para os lados de Gondomar, que ela tem lá uma roupinha para dar a ferro. Pode ser por exemplo sob o lema : “Uma ferroada na Corrupção”.

Stand Up Comedy [52]

27.9.05

There was a time on my life I've dream on being a professional athlete. And then I thought, well, I just wanna be a great athlete, I gonna play basketball all the time, I love sports And then, I just wanna be in good cardiovascular shape.
Now ... I just don't wanna have tits.

Dom Irrera

Efeitos positivos da droga

Tempos difíceis (para todos)

26.9.05
Nos ultimos vinte anos tivemos quatro eleições presidenciais, mas verdadeiramente só em duas (86,96) é que houve confronto de ideias e personalidades. Ou seja, em que houve de facto dúvida de quem seria o próximo presidente. Porque em 1991 e 2001 as eleições foram mais um plebiscito que outra coisa para os presidentes em exercício.

Como o nosso actual sistema atribui ao presidente funções de pouco mais que uma Rainha de Inglaterra, ou nas palavras habilidosas de Mário Soares, uma Magistratura de Influência, eles são vistos pelo povo apenas como o Poder. Enquanto que o Governo é o Poder que representa os impostos, o desemprego, a Justiça que não funciona, a Polícia que não prende os ladrões, os Hospitais que não curam ninguém, etc., o Presidente fica a salvo deste escrutínio diário e implacável. Basta ao titular do cargo não levantar grandes ondas que a segunda e última eleição está assegurada.

No entanto, o facto do segundo mandato do Soares ter sido mais agitado não tem a ver com as razões que levam a que o segundo mandato do Sampaio também esteja a ser igualmente turbulento. Soares terminou em agitação porque a criou. Não foi sujeito a qualquer decisão que dividesse os portugueses. Pelo contrário, ele é que ele insistia em criar dificuldades ao Primeiro Ministro, na altura Cavaco Silva, por razões de mesquinhez política e vingançazinha pessoal. Não tem por isso qualquer paralelo como os problemas com que Jorge Sampaio se viu confrontado no ano passado. Ele foi de facto chamado a resolver uma crise que não criou e para a qual qualquer solução sua, inevitavelmente, nunca agradaria a gregos e troianos.

Neste ponto, a conclusão lógica seria a de que as próximas eleições vão eleger o Presidente até 2016. Seria lógica, mas não creio que fosse verdadeira. As dificuldades económicas que o país atravessa, a crise social, de valores, de confiança nas instituições, de confiança no próprio país, etc, irão gerar tumultos políticos que obrigarão o próximo presidente a intervir, mesmo que não queira. Esta ponta final do segundo mandato de Sampaio foi uma amostra dos tempos que por aí vêm. Por outras palavras, quem é que é capaz de apostar que este governo chega ao fim ? E o próximo ?

Passeios na Avenida ? Eu acho é que se acabaram os passeios em Belém.

Hã ?

Se por acaso ganhar a Presidência, peço desde já ao Poeta que escreva os seus próprios discursos e não os peça ao cromo que escreveu este manifesto. Se quem achava que já era difícil perceber o Sampaio ...

Não é, destarte, meu propósito proceder a uma prolixa exposição que incida sobre os nutridores da decrepitude portuguesa, pelo que me cinjo à detecção da mais excruciante pústula que criva o corpo de Portugal: a lassidão cívica.

do
Movimento cívico de apoio à candidatura de Manuel Alegre

Pobretes mas alegretes

Acompanhando esta pré-pré-campanha presidencial fico com a curiosa sensação que o Manuel Alegre é uma espécie de el-rei Sebastião.

A política não se faz sem o sonho, e os portugueses deixaram de sonhar. São eles, na verdade, os seus próprios castradores. A mera hipótese de Alegre se insurgir, com um vasto sustento cívico destituído de elos partidários, contra a modelação do regime em função das volições egocêntricas dos partidos, originaria, acredito, a adesão daqueles que, estremunhados, regressam do exílio cívico. Alegre faria sonhar, como outrora, quando evidenciava a sua índole refractária contra a opressão ditatorial. Também há opressão em Democracia. Se Manuel Alegre contribuiu para erigir a Democracia, pode auxiliar na missão de aprimorá-la.
do Movimento cívico de apoio à candidatura de Manuel Alegre

Encontrado no arquivo

No Arquivo Morto

Não há fome que não dê em fartura
Primeiro foi a publicidade estática, depois foi a publicidade nas camisolas e agora é o próprio nome do estádio.Esta coisa de vender espaços para publicidade está a chegar a um ponto que, qualquer dia, um simples relato de futebol é um problema.

Querem ver?!

-- Ora muito boa noite caros ouvintes da TSF, sejam bem vindos para mais este derby lisboeta - aqui - em directo do Estádio Samsung que está a rebentar pelas costuras.As equipas já estão preparadas e o árbitro dá inicio à partida. Sai o Sporting Galp Energia por intermédio de Sá Pinto Corporacion Dermoestética que dá para Beto multiópticas. Beto Multiópticas faz um passe longo para Rochemback Novo Limiano Fatias que se desmarca muito bem vai à linha cruza e,... e , e Sá Pinto Corporacion Dermoestética remata de cabeça e o esférico passa a milímetros do poste da baliza Prosegur defendida por Quim Compal Pêssego, grande inicio de partida para o Sporting Galp Energia não é assim Pedro Gomes?
- É verdade, mas deixa-me dizer-te que esta baliza é a OK Teleseguro, a Prosegur é a do topo norte. Dito isto, é de facto um bom inicio por parte do Sporting Galp Energia que só não deu em golo porque o Quim Compal Pêssego se esticou muito bem e desviou para fora, embora o árbitro não visse já que não marcou o respectivo pontapé de canto. Foi de facto um toque providencial que evitou que a bola entrasse. Ainda bem que o Quim Compal Pêssego não vendeu o seu "naming" à Kentucky Fried Chicken. Fernando.
- AHAHAHAHAH!!!!!!! Grande sentido de humor Pedro Gomes, AHAHAH!!!
É então, ihihih!!... é então, dizia eu, pontapé de baliza para o Benfica PT Prime, aaahhh!!... assim não vale Pedro Gomes!...
Quim Compal Pêssego já colocou a bola no terreno de jogo e já chutou lá para a frente. É Petit Chevrolet Matiz quem recebe e atrasa de imediato para Alex Swatch Ursinhos.Alex Swatch ursinhos levanta a cabeça,... não tem linha de passe... e devolve a Petit Chevrolet Matiz que segue com a bola,... segue e dá para a esquerda onde está Simão Água do Luso Tão Natural Como a Sua Sede que recebe e coloca mais para o meio para Nuno Gomes Pantene Pro-V que consegue dar de primeira para Mantorras Frize Morango.
Atenção!! Mantorras Frize Morango finta um adversário isola-se e, e, e,... é o golo,... já está, goooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooolllloooooo, é goooooooooooooooooooooolllo do Benfica PT Prime, grande golo Pedro Gomes!!
- É verdade, o Beto Multiópticas é um jogador experiente mas, neste lance, não chegou para a espontaneidade de Mantorras Frize Morango.
- É a festa no Estádio Samsung, é uma loucura nas bancadas.
Até o presidente Luis Filipe Michelin Pilote Exalto está eufórico e abraça efusivamente o seu antecessor Manuel Vilarinho Porta da Ravessa.
É a festa meus amigos - é o inferno do Samsung!!!....

Peço desculpa se fui tendencioso, mas se repararem bem, o árbitro roubou o Sporting.

O que eu fazia com o Euromilhões

1 - Comprava um fornecedor de internet
2 - Pagava uma indemnização aos seus clientes e mandava-os todos para a concorrência.
3 - Direccionava toda a capacidade da banda para o meu computador. Todinha.

Choque Tecnológico

25.9.05
Os yô-yôs agora são vendidos numa embalagem que inclui um pequeno CD a explicar como se fazem os truques.

Who's on First ?

Costello: Well then who's on first?
Abbott: Yes.
Costello: I mean the fellow's name.
Abbott: Who.
Costello: The guy on first.
Abbott: Who.
Costello: The first baseman.
Abbott: Who.
Costello: The guy playing...
Abbott: Who is on first!
Costello: I'm asking YOU who's on first.

(transcrição completa aqui)


Monthy Piton

Juíza: Olha quem ela é !
Fátima Felgueiras: Bom dia.
J: Bons olhos a vejam. Finalmente.
FF: Hã ?!
J: Sabia que há mais de dois anos que andamos a tentar falar consigo ?
FF: Hã ?!
J: É verdade. Foi-lhe enviada uma notificação para se apresentar às autoridades.
FF: Mas a Sra.Dra.Juíza não sabia onde eu estava ?
J: Não.
FF: Não sabia !??
J: Não. Porque e como é que eu haveria de saber ?
FF: Pois... Dá-me licença que dê uma palavrinha ao meu advogado ?
J: Sim.
FF: (para o advogado) : Ela está a falar a sério ?
Advogado : Aparentemente.
FF: Mas a mulher não vê televisão, não lê jornais ?
ADV: Aparentemente.
FF: (novamente dirigida à Juíza) Pois tem razão, Sra.Dra.Juíza. De facto, a Sra.Dra.Juíza não podia saber onde eu estava.
J: Pois não. E por isso não me resta outra alternativa senão considerar a sua ausência como uma aparente fuga.

Suprema ironia

Ver o Mário Soares a desistir em favor de Manuel Alegre

Há dois tipos de Juízes

24.9.05
Os que acham que a Fátima Felgueiras fugiu
e
Os que não vêm a RTP 1

Stand Up Comedy [51]

23.9.05
I like discussing controversial issues with my father. Like the Kervokian trial.
I said : "Dad, do you think a family should have the right to withdraw life support on a love one?"
He said : "Well, it depend on witch kid"

Hugh Fink

Gasta o que não tem, mas faz

Ouvi na TVI a Sra.D.Isabel Damasceno dizer que se o Estádio de Leiria não fosse construido, ou seja, se a cidade ficasse de fora do Euro, os Leirienses iriam sentir-se muito tristes e deprimidos. (Não tenho a certeza que foram estas as palavras, mas acreditem que foi este o sentido).

Isto é má governação. Uma caixinha de Prozac ou um charrito, conforme os gostos, para cada um, ficaria de certeza absoluta mais barato. Até porque, passada a ressaca do Euro, que vai ser no final do campeonato do mundo do próximo ano, eles vão começar a ficar deprimidos com a conta por pagar.

Já tinhamos o "Rouba, mas Faz". Agora juntou-se a "Gasta o que não tem, mas Faz".

O crime compensa

Preto no branco. A lei que libertou Fátima Felgueiras é obscena e esta situação em nada vai contribuir para dignificar os Tribunais, os políticos e a Assembleia da República. E o que esta foragida à polícia nos está a dizer é tão simples quanto isto : O crime compensa. Ou já não é crime fugir à justiça ?

Se uma pessoa está inocente, principalmente se está inocente, é perfeitamente compreensível que queira fugir para em liberdade tentar provar a sua inocência. E se o conseguir, volta e prova-a, sujeitando-se depois às consequências de ter fugido.

Mas não é isso que está a acontecer. O que se viu ontem na televisão foi uma fraude. Ela não voltou agora porque está pronta para provar a sua inocência. Ela voltou porque agora vai começar a campanha. Aparentemente, a sede de Justiça dela está vinculada ao calendário eleitoral. E mais, ela não pediu para ser presa. Quem comete um crime não pede para ser preso, é preso contra a sua vontade. Porque quando a vontade se alia aos meios, não há qualquer novidade, é siga para o Brasil que se faz tarde.

Mas estando de volta, o mínimo dos mínimos dos mínimos que se podia exigir era que ela ficasse presa por ter fugido. Mas não. E foi liberta, e não porque o processo do qual está acusada não a quis prender, mas sim porque existe uma lei que nos diz que não há nada de mais sagrado do que ser candidato autárquico. Depois das eleições pode ser preso tudo outra vez. Mas até lá – é viva a Liberdade, viva o 25 de Abril e viva Portugal. Viva.

E esta história não acaba aqui. Não. O verdadeiro circo vai começar nos dias a seguir às eleições. Aparentemente, segundo a lei, a seguir à publicação dos resultados eleitorais, a Liberdade leva com um banho de Bom Senso e volta a ser possível prender os foragidos à Justiça. Por isso, talvez não fosse má ideia o tribunal designar um polícia para andar sempre atrás dela. Porque palpita-me que a partir do dia 9 de Outubro ela vai passar a ser outra vez a Fátchinha.

A minha opinião sobre o financiamento partidário

22.9.05

(recebido por email)

Novilíngua

21.9.05
Notícia do JN via Blasfémias

"Rui Sá faz propostas de recomendação e nunca fala com o PS sobre elas. Conta com os votos, mas esquece-se de falar com os vereadores socialistas. No caso do documento contra as demolições, apresentado ontem, devo dizer que nem li e que saí para uma acção da campanha importante, porque a ordem de trabalhos era pacífica", alegou José Luís Catarino.

1984 ? O que é isso ?

Nunca ninguém que tivesse lido o 1984 votaria no Bloco de Esquerda

Paulo Salvador
Biblioteca de Babel

Terror

Andam a circular na internet fotografias da Lili Caneças a fazer a depilação de quando estava no Big Brother.
(notícia da TSF)

Stand Up Comedy [50]


There are definitely places that gay people don’t belong. Like the emergency room. Especially for lesbian, because they ask you all that questions, and you have no answers for :
- Well, Miss Westenhoefer, do you think you can’t tell us when the last day of your period was ?
- No, I have no idea... Annie ? I’m sorry, I’m not using it for anything, so I don’t really keep track.
And God forbid you getting an x-ray :
- Miss Westenhoefer, is there any chance at all that you could be pregnant ?
- No.
- Well, are you sexually active ?
- You bet.
- So, what form of birth control do you use ?
- That’s funny… well, actually, we don’t use sperm.

Suzanne Westenhoefer

Interessante

click aqui pela penúltima vez.

via Arte da Fuga

Não será bem macaco, mas não anda muito longe

20.9.05
O Macaco apoia o PS e disse hoje na TSF que já deu directrizes nesse sentido. Para a câmara é para votar no Fernando Assis mas na junta de S.Nicolau, e porque o pai é candidato é para votar no PSD. Ele já deu directrizes nesse sentido.

Que ele era o Macaco, já o sabíamos. Ficamos agora também a saber que os outros são macaquinhos de imitação.

Coming out of the closet

Nunca fui da opinião que a música Perdidamente dos Trovante fosse um lindo hino com as palavras imortais da Florbela Espanca. Sempre a achei uma seca monumental.

Não batam mais no ceguinho

Ao passear pela blogosfera chego à conclusão que devo ser o único que não viu o aperto de mão falhado de Carmona a Carrilho, apesar de ter visto uma grande parte do debate em diferido.
E talvez por isso não esteja disposto a avaliá-lo por esse gesto.

Concordo com os que dizem que aquilo não foi um debate mas um combate de má criação de parte a parte. Repito, de parte a parte. Como não vi o princípio, não sei quem derramou o first blood, mas uma pessoa também só cede à má educação se estiver ela própria para aí virada. Seja quem for que tivesse começado, no fim acabaram os dois na lama. Por isso, as defesas que tanto de um lado como de outro foram esgrimidas parecem-me mais dentro da zona do “olha para o que eu digo, não olhe para o que eu faço”.

Mas uma coisa foi o combate, outra coisa foi o gesto único de não cumprimentar o adversário. Qual de nós é que é capaz de estar mais de uma hora em acesa discussão com constantes insultos, acusações, interrupções e ataques baixos, e no fim como se não se tivesse passado nada virarmo-nos para o agora besta e dizer : “Tive muito gosto em vê-lo. Adeus e até à próxima.”

Se a seguir me vão dizer que ele como político devia ter poder de encaixe e saber distinguir o que é a diferença de ideias com o embate político eu respondo que o que se passou não foi uma coisa nem outra. De resto, eu não estou a dizer que ele fez bem, ou que merece ser louvado. Apenas digo que tenho alguma consideração por políticos que demonstram emoções. Sejam ela quais forem. Seja “safa”, “desapareça, sr.guarda” ou um simples virar de costas. E já agora, também não condeno o ordinário. É uma resposta tão legítima como a provocação, pelo que, ou bem que são os dois malcriados ou não. Seja como for, não batam mais no ceguinho.

Stand Up Comedy [49]

I love gay people.
If you’re a female and you’re gay… you like woman, … hey, me too.
And if you’re man fag, goddammit … anybody willing to suck my dick is a good person. I’m not saying I’m gone let you, I just like the thought behind of what you want to do.
Don’t thing of me funny, what if tomorrow there’s a fucking plague and every women in America dies - you’re jerking off, I got a friend.
I’m not saying I’m looking forward to. I got options, that’s all I’m saying.
Diversify. Diversify.

Carlos Mencia

O amor está no ar

19.9.05
Num excelente retrato do que é a SIC Mulher, o Being José Mourinho refere-se ao programa “Querido: Mudei a Casa”. Aproveito assim a deixa para perguntar se mais alguém acompanhou o romance do tipo novela brasileira entre a decoradora de serviço, Sofia Costa e o chefe dos empregados, ou considerando as características do canal e na linha do BJM, técnicos de reparação indoor.

Para quem já viu, sabe do que é que estou a falar. E de forma resumida é isto : Aliando o conhecimento técnico daquilo que estava a fazer com a boa disposição que se deve ter em qualquer programa de televisão, o cromo acrescentava uma dose de Zézé Camarinhanismo que o levava a “meter-se” com a Sofia. E se ao princípio achei que para ela era um frete ter que levar com o Don Juan de las Obras, mais para a frente pareceu-me vê-la vacilar. No entanto, nesta altura ainda não era perceptível se era resultado da química entre eles ou se do cheiro das tintas.
O colegas técnicos de reparação indoor faziam o papel de wing man. Alinhavam nas brincadeiras dele sempre como segundos tenentes e nos momentos chave retiravam-se. Enfim, qualquer homem perceberá. E assim continuou durante algum tempo, até que se tornou evidente o amor estava no ar.

A partir daqui desliguei do programa e não acompanhei mais o evoluir do romance/frete/alergia, ficando sempre no entanto com a sensação que aquilo iria acabar em grande com um especial “Querido: Muda-te lá para casa”. Por isso, foi com consternação que um dia assisto a um promoção do programa e reparo que agora os decoradores eram quatro e não apenas a pequena Sofia. Bastava aliás ver o clip para se perceber na carita dela uma tristeza do tamanho do mundo. E ele, qual macho latino, sempre forte sem nunca derramar uma lágrima. Até porque as tintas têm um relação precisa de água e… adiante.

Parece-me evidente que houve interferência da estação, mesmo ao género de um qualquer Coronel fazendeiro. Proibir o amor entre dois jovens por causa das audiências é praticamente a mesma coisa que impedi-lo por causa de 30000 cabeças de gado. De resto, a táctica é a mesma. Como nas novelas, atiraram-lhe para o colo mais duas decoradoras. E porque afinal os tempos são outros, também um decoradorzito não vá o rapaz quer vingar-se de uma forma mais radical, digamos assim.

Resta a esperança que o director da estação precise de uma obras quaisquer em casa e confrontado com a única escolha possível do nosso herói, veja finalmente que Homem algum pode separar o que um orçamento bastante em conta juntou.

Lembrar Salazar

Schroeder teve menos votos que Merkel. Mas para quem não souber até parece que foi ele o mais votado.

Em lume brando

Tanto os cavaquistas como os anti, acham que já era altura de Cavaco Silva se apresentar à corrida presidencial. Que já chega de tabu.
Eu também espero e desespero pela confirmação, preto no branco, da candidatura, mas vejamos as coisas pelo seu lado.

A aposta de Mário Soares em Mário Soares saiu, como se vê hoje em dia nos blogs, nos jornais e na rua, completamente furada. Ninguém compreende verdadeiramente a intenção dele, embora nem todos o admitam. Por isso, enquanto Cavaco não avança, os holofotes estão concentrados nos candidatos já assumidos. Como o Jerónimo Martins e o Francisco Louça não contam (para nada), as atenções viram-se apenas para Soares. Sabendo disso, o próprio não perde uma oportunidade para chamar Cavaco à arena. Os trunfos de Soares, sendo quase nulos, esgotaram-se e apenas lhe resta o confronto com a figura de Cavaco. No passado contra o Salazar, no passado mais recente contra os comunistas, no currículo, no humanismo como ele lhe chama, etc. Ele mais do que ninguém desespera pelo Cavaco. Digamos que é uma espécie de Candidato Desesperado.

Acontece que Cavaco Silva está nas suas quintas. A gerir as expectativas e a gerir o tempo político. Ele também sabe que Soares se está a desgastar, que enquanto ele não aparecer as perguntas limitam-se a ele e às razões da sua candidatura. Por isso, enquanto puder e souber, vai deixá-lo arder. Em lume brando.

Constituição

Nesta história da constituição os entendidos dividem-se. Um dos pais da Constituição, perdão, da Democracia, o Prof. Jorge Miranda, acha que a sessão legislativa só acaba em 2006. Outro pai da Democracia, perdão, da Constituição, Prof.Vital Moreira, acha que estamos já numa nova sessão. E ontem, um dos pais da intriga política, perdão, do comentário político, Prof.Marcelo Rebelo de Sousa defende que também estamos noutra sessão.

Eu não sei mas principalmente não me interessa quem tem razão por dois motivos, um mais importante que outro.
Primeiro, mesmo que estejamos já numa nova sessão, se o Presidente Sampaio chumbou o projecto da outra vez, o que é que os leva a pensar que agora vai aprovar ? E considerando o calendário eleitoral, que só aconselha o não agendamento, não manda o mínimo bom senso que chumbe outra vez, até porque foi precisamente por razões de calendário que inicialmente foi chumbada ?
A segunda, é a minha paciência. Estou farto de ouvir que esta conjuntura é inédita e que nunca sucedeu uma situação destas. Ou seja, o que nos querem fazer crer é que nunca houve dissoluções da Assembleia, nem nunca nenhum governo foi demitido, nem nunca houve eleições antecipadas.
Sejamos sérios, que nunca nenhum partido quis à força forçar um referendo ao aborto porque tem medo que depois de Cavaco ganhar as eleições venha a ser mais difícil fazê-lo, ainda acredito. Agora que é uma situação inédita uma sessão legislativa não ter a duração normal, por favor. Vão ler a papelada dos últimos trinta anos. Exceptuando entre 1987 e 1999 é capaz de haver algum precedente.

Obrigado Technorati. Até Sempre.


O
Afixe faz uma recomendação oportuna.
O problema surge no título do post :
Bye bye Technorati

Mais uma vez o problema da gratidão.

Alemanha

A Alemanha vai atravessar um período de grande indefinição política.
Como não sou analista profissional, apenas estou preocupado.
Como não faço de bibelô aos Domingos à noite, não me dá qualquer vontade de sorrir.

Easter Egg

Já mais alguém se lembrou de andar para trás (rewind) a partir do início do primeiro cd do último álbum dos Gift ?

Frases assassinas

- Estás com a pressa ?
- O mundo não é preto e branco.
- Tu é que sabes da tua vida.
- Deixa lá isso, não te enerves.

- Há muita coisa que tu não sabes.

Há dois tipos de pais e mães

Os maus
e
Os normais.

Gostos

Critico com a maior das facilidades. Não me custa rigorosamente nada. Gosto até.
Elogio com a maior das facilidades. Não me custa rigorosamente nada. Gosto até.

O mundo não é dos espertos

Contaram-me esta história. Não sei se é verdade, mas se não é devia ser.

Na Madeira, um empresário conhecido e rico da região tenta estacionar de marcha-atrás o seu carro, no caso um Mercedes, à porta de um hotel. Outro carro vindo de trás, mete-se e estaciona de frente.
O empresário sai do carro e pergunta : “Desculpe, o senhor não viu que eu ia estacionar ali o carro? “. Resposta : “O mundo é dos espertos”.
Sem dizer mais nada, o empresário mete-se no carro e com três investidas imobiliza o outro carro danificando por completo os dois. Calmamente sai e remata : “Ó meu amigo. O mundo não é dos espertos. O mundo é de quem tem dinheiro.”

Este blog não é do Norte

O Luis Sequeira do Abnegado denuncia, e bem, que quando o Ludgero Marques diz “Norte” deve ler-se “Empresários do Norte”.

Percebo muito bem o que é isto. E acrescentava que não é “Empresários do Norte”, mas sim “Empresários do Porto e arredores”. O Norte, na boca de muita gente não é o Norte. Porque o Norte vai do Porto a Bragança e não acaba em Penafiel. No fundo, quando se referem ao Norte só estão a falar do Porto e arredores. Porque verdadeiramente é só isso que lhes interessa. A discriminação que eles dizem sentir em relação a Lisboa é a mesma que exercem com as pessoas que são do Minho e Trás-os-Montes. Se os lisboetas dizem que Portugal é Lisboa e o resto é paisagem, para estes, o Norte nem paisagem tem. É só Porto e arredores.

Usam a palavra Norte porque assim é mais fácil de vender a ideia do “nós contra eles”. Porque para haver indignação, o “eles” tem que ser manifestamente inferior ao “nós” em tamanho, em população, em recursos, etc. Como o Porto perde em qualquer parâmetro com a capital e assim não se pode obviamente reivindicar igualdade de distribuição de recursos, pondo em confronto o Norte e Lisboa, a ideia já se torna mais apelativa.

Além de que aquilo que interessa a esta gente é apenas o dinheiro caído do céu. As críticas ao Centro Cultural de Belém e à Expo não foram por terem sido enormes desperdícios de dinheiro, mas por terem sido enormes desperdícios de dinheiro em Lisboa, ou melhor, não foram no Porto e arredores. A melhor defesa que têm para a derrapagem das contas na Casa da Música é : “E em Lisboa ? As contas também não derraparam ?”

Mas apesar de tudo, o Ludgero Marques não é o pior. O maior instigador deste embuste é o Pinto da Costa. Entre todas as alarvidades que ele produz, a minha preferida é a do “Estádio de Oeiras”. Qualquer estádio que se designe por nacional tem que se localizar num sítio qualquer. Ou o estádio de França é o estádio de Paris ?
Claro que se pode discutir a relevância da localização específica do estádio, mas nunca nos termos que ele o faz. O que ele diz é que nenhum estádio pode ser nacional. E isto é pura imbecilidade. Claro que se o Estádio Nacional fosse por exemplo em Vila Nova de Gaia …

Enfim, já sei que a seguir vou levar com o estigma de que “este homem não é do Norte”.
Pois não. Sou de Trás-os-Montes.

Nota : Os arredores são para as casas de praia, centro de exposições, etc. Ou seja, tudo aquilo que não cabe dentro dos limites da Circunvalação.

Desabafo


A minha ligação era de 512 Kbps

- Peço à TVTel a migração para 4 Mbps
- Passado um mês, a migração é feita. Nesse mesmo dia começam os problemas e embora a velocidade fosse à volta de 3.5 Mbps, a ligação cai muitas vezes.
- Como não é nenhum vírus, contacto a TVTel e reporto o problema. Neste momento a velocidade é de caracol e está sempre a cair.
- Uma semana depois um técnico da PT vai a minha casa e constata que a ligação não pode ser superior a 3 megas e o melhor seria mesmo ser só de 2 megas. Fica 3 megas e se o problema continuar peço à TVTel para passar para 2 megas. O funcionário diz que não há problema algum.
- No dia seguinte e porque o problema continuava contacto a TVTel e peço para passarem para 2 megas. Dizem que vão contactar a PT.
- Dias depois e tudo na mesma, ligo para a TVTel. Entretanto, e como eu já tinha conhecimento, a TVTel vende o ADSL à VIA Networks. Contacto a VIA.
- Não sabem de problema algum. Pedem-me para reclamar novamente. Depois de recuperar do choque, envio um mail à VIA. Respondem-me que vão contactar a PT.
- Três dias depois um funcionário da PT telefona-me e eu desbobino tudo. Digo que no meu entender a solução é passar de 3 megas para 2. Concorda e desligamos.
- Chego a casa e a ligação está a 1 mega (vá-se lá saber porquê) e mais lenta do que nunca. Já não cai tanto, vá lá.
- Volto a ligar à VIA que me dizem que vão contactar a PT. Pergunto se o problema pode ser do meu equipamento, ao que me dizem que não.
- Dias depois, volto a ligar e dizem-me que a PT vai fazer um teste à linha para saber exactamente qual a velocidade máxima que pode aguentar. Ora, se eu estou com 1 mega e abaixo disso só pode ser 512 K, quer dizer que volto à casa da partida. Começo a compreender os talibans.
- Sexta-feira ligo mais uma vez e dizem-me que na Quinta pediram à PT para fazer a migração para 2 megas. Perplexo, pergunto porquê se aparentemente a linha nem 1 mega aguenta. Responde-me o funcionário : “Já fez uma verificação ao equipamento ?” – “Verificação ?, que verificação ? Nunca ninguém me disse nada disso.” – “Pois, é melhor verificar o modem”. Manda-me no entanto aguardar pela próxima semana pela migração.
- Neste momento já está a 2 megas e a puta da ligação continua lenta e sempre a cair.

Obrigado por lerem.

Café Blasfémias

14.9.05

Às 21,00 horas, no Café / Livraria do Rivoli – 3º piso, na Praça D. João I.

Tema em discussão: Eleitores e Eleitos

Onde se falará de proximidades e distanciamentos entre uns e outros, de adesões e rejeições, da escolha de candidatos, de dependentes e de independentes, de campanhas e seu financiamento, de caciques e cacicados, de poderes e contra-poderes, de centralismo e municipalismo, de pequenos e grandes interesses, de pressões e lobbies, de lógicas partidárias, da motivação do voto, da mobilização e da abstenção.

[adenda de quem não tem uma vida preenchida como o meu amigo]
Foi a primeira vez que fui e devo dizer que gostei bastante, pelo que congratulo os organizadores. Entre outras intervenções igualmente interessantes, guardei as palavras do RAF quando disse, e muito acertadamente, qualquer coisa como que o fenómeno do blogs está a ter a (enorme) virtude de trazer para a discussão pontos de vista da coisa pública diferentes e até radicais, e que de outro modo muito provavelmente não seriam sequer aflorados. E neste aspecto particular, o Blasfémias está igualmente de parabéns.

Pós-operatório

13.9.05
Como é que está o Benfica ?
Está em estado de Koeman.

Água da Fonte


If I had one wish that I could wish this holiday season …

Five Wishes
Steve Martin

Saturday Night Live

Sua Excelência o Senhor Presidente da República

Vejo e ouço as pessoas questionarem o porquê de Cavaco Silva se candidatar a Presidente da República. Se vai ser interventor, se vai querer governar, se vai demitir o governo, se vai ser um paz de alma, se a sua costela de economista vai prevalecer, se tem uma visão para Portugal, se isto, se aquilo, se aqueloutro.

Aparentemente não passa pela cabeça de ninguém, excepto a minha (revelador, portanto) que o senhor apenas esteja a pensar em acabar a sua carreira política em grande e ocupar o mais alto cargo da nação.

E é assim tão estranho ? Não será perfeitamente legítimo que um político ambicione ser Presidente da República independentemente do governo e da conjuntura económica que existir na altura ? De resto, não me lembro de lhe questionarem pelos nobres motivos que o fazia mover em 1996. Ou melhor, perguntarem-lhe pelos nobres motivos, mas não lhe perguntaram porque é que os tinha. Há uma diferença.

E se vai ser chamado a intervir pouco ou muito, isso é para depois. Neste momento ele pode apenas querer acrescentar (ainda mais) o seu nome à História de Portugal. E eu não vejo qualquer problema nisso.

E mais uma vez pergunto, será assim tão estranho ? Qual era a motivação superior do Mário Soares em 1986 ?, e do Freitas do Amaral em 1986 ?, e do Jorge Sampaio em 1996 ? e a qualquer custo (ler post anterior) do Freitas do Amaral em 2006 ? Sei que falta aqui o Mário Soares/2006, mas a verdade é que não tenho explicação. O Nilton (ao que chegou este blog – a citar o Nilton!) sugeriu que ele não se lembra que já foi Presidente. Até agora parece-me a mais lógica.

Nota - Sei que o título parece um descarado apelo ao voto, mas façam-me o favor de reconhecer que era o que melhor se enquadrava no texto.

Acredite se quiser

Na TSF
O dirigente do PCTP/MRPP António Garcia Pereira anunciou, esta segunda-feira, que vai candidatar-se novamente à Presidência da República, contra Mário Soares e Cavaco Silva, argumentando que se um dos dois ex-primeiros-ministros for eleito será «o desastre total».
Quanto a Mário Soares, Garcia Pereira acusou-o - bem como a Manuel Alegre - de avançar «para impedir uma candidatura democrática e patriótica que poderia e deveria ter surgido», que depois esclareceu ser a do ministro dos Negócios Estrangeiros e fundador do CDS-PP Freitas do Amaral.

É só fumaça.

12.9.05
Confesso que não estou muito preocupado com um possível levantamento da tropa. Vocês já viram bem o material de guerra que eles usam ?
É que também não estou a ver os submarinos a terem um papel decisivo no cerco a São Bento.

Stand Up Comedy [48]


I read recently that women still make thirty percent less than men in the workplace. And I think it’s fine, because if we didn’t make thirty percent more, you girls would all marry each other. That thirty percent it’s all we have, please don’t take that away from us.

Mike Birbiglia

Nervoso miudinho

A minha internet está tão boa, tão boa, que agora não consigo aceder a metade dos blogs, sem qualquer aparente relação entre si.
Se virem alguém entrar no Dolce Vita do Ladrão de x-acto em punho e a gritar : "Internet ! Internet ! ", tenham calma. É só nervos.

Há dois tipos de Benfica de Koeman

11.9.05
O que empata
e
O que perde

Há dois tipos de Federer

O que ganha por 3-0
e
O que ganha por 3-1

Pequenos Mistérios

10.9.05
Porque é que quase toda a gente quando se quer referir à Sonae em vez de dizer o nome da empresa diz “o Belmiro”, ou quando muito “o Belmiro de Azevedo” ?

Não é que seja só quando estão a falar mal dele ou a criticá-lo, embora o tratamento prenuncie um desdém que muitas vezes é indisfarçável, mas por alguma razão mesmo quando estão a elogiá-lo é quase sempre como se estivessem a elogiar um primo que já não vêem há 15 anos e que entretanto se deu bem na vida.

Mas será pelo passado do Belmiro ? Será que a caminhada de sucesso que ele fez na empresa torna-o aos nossos olhos um exemplo a seguir ? Infelizmente, penso que não é assim. Infelizmente penso que é mais inveja de ver alguém, ou achar que se está a ver alguém que é igual a nós, mas que tem mais sucesso que nós. É um sentimento terrível, que as pessoas minimamente atenuam com a ideia de que ao tratá-lo por tu estão de certa forma a relativizar o seu sucesso, como se estivessem a dizer: “Está bem abelha, és muito rico e poderoso mas isso a mim não me diz nada

A Sonae, ou o grupo Sonae não é diferente do grupo Amorim. Ninguém diz por exemplo, que o Américo construiu um centro comercial nas Antas. (agora é Dragão, ou como se diz cá em casa, é no Ladrão. OK, sou só eu que digo). Os Dolce Vitas são do grupo Amorim, os Continentes são do Belmiro. Está mal, e estou convencido que até o Américo deve estranhar esta diferença de tratamento.

Resumindo, o Belmiro não mora no 3º esquerdo, não andou na escola com eles, nem consta que tivessem assentado praça juntos. Como também não deve ser do ginásio porque o Belmiro vai para lá às 7 da manhã, só posso concluir que estamos perante uma derivação da C.U.N.F.I.A. (*), que urge ultrapassar, mais que não seja por boa educação.

(*) Famosa patologia descoberta pelo Miguel Esteves Cardoso

Há dois tipos de Pró-Americanos

Os que dão o nome de um Presidente dos Estados Unidos ao filho
e
Todos os outros

Há dois tipos de ditadores

O que está lá desde 2000 e daqui a três anos vai embora
e
O que está lá desde 1 de Janeiro de 1959 e não consta que se vá aposentar.

Mardi Gras

9.9.05

What's the best way to get beads ?
Probably the most common sight is the flashing of female chests for beads, although guys flash too. Beads are also traded for kisses or hugs, or just because someone likes your looks or feels sorry for you (the latter being the reason I generally get beads). Please note that flashing is technically illegal, in or out of the French Quarter. However, such goings-on are generally ignored by police, whose main job is to prevent outbreaks of violence, thefts and other more serious crimes during the jammed holiday

Twilight Zone

8.9.05
Vamos imaginar que o John Kerry tinha ganho as eleições o ano passado.
E vamos também partir do princípio que o Katrina fazia na mesma a sua aparição.

Quem é que honestamente é capaz de dizer que o antes e o depois tinham sido diferentes ?

Imagine

Imagine-se que existia uma Associação de Produtores de Automóveis (APA) ...
na Arte da Fuga

Assim de repente ?

No Diário Digital

O Papa Bento XVI pediu esta quarta-feira aos cristãos que modelem a sua vida à imagem e semelhança de Cristo e que entrem «nos seus sentimentos, vontade e pensamento».

O problema é que ele gosta de ler o António Tavares Teles

Carlos Vaz Marques - Qual dos três votos da sua Ordem lhe é o mais difícil de cumprir, o de obediência, o de pobreza ou o de castidade ?
Padre Vitor Melícias - Mesmo nesta idade, a castidade não é nada o mais fácil, todos contudo são compagináveis.
Carlos Vaz Marques - Castidade será o mais difícil então, é o que me está a dizer ?
Padre Vitor Melícias - Mesmo nesta idade, a castidade não é nada o mais fácil.

(no sítio do costume)

The Special One

Hilariante

Lembrar Roberto Carlos

7.9.05
A humidade. O frio. O desconforto. As janelas fechadas. Os vidros embaciados. O abafado. O trânsito. Os acidentes. Os pés frios. As mãos frias. O céu escuro. O sol que não se vê. A roupa por cima de roupa por cima de roupa.

Eu quero é que o Outono mais o Inverno mais todas as pessoas que acham estas estações muito giras e bonitas vão para o Inferno.

Stand Up Comedy [47]

6.9.05
I read something on the paper that really confused me the other day. It said that 80% of the people of New York are minorities. Shouldn’t you not called minorities when they get to be 80% of the population ?
It’s a very white attitude, you know. You can take a white guy to Africa, he’ll be like : “Look at all the minorities they go here. Jesus ! We got to something about them”

Louis CK

(dedicado)

Jump the shark

5.9.05

Lembrar Rui Reininho

Gosto de Lisboa. Sem moralizar.

Taliban ADSL

Por estes dias, confesso que compreendo um bocadinho os fanáticos que agrafam uma bomba ao corpo e se fazem explodir por um mundo melhor com 72 virgens.

Se me prometessem 72 computadores com tecnologia ADSL que realmente fizesse jus ao seu nome e não estivesse sempre a ir abaixo, era gajo para rebentar com as instalações de um certo fornecedor de internet.

Antes e Depois

Para mim, mais importante do que o antes de uma tragédia é o depois.

Antes, por mais previsões, antecipações, acautelamentos, protecções, planos de emergência e caldos de galinha que se tomem existe sempre a desconhecido. Não se sabe o que pode acontecer.

Depois, sabe-se. Pode-se encontrar os erros e corrigi-los. Pode-se encontrar as falhas e eliminá-las. Pode-se encontrar os culpados e puni-los. E principalmente pode-se aprender.

Em Portugal não se corrige, não se elimina, não se pune e principalmente não se aprende. A única coisa que Portugal sabe fazer e bem é ensinar os outros.

Decisão política

A notícia de que George Bush desviou dinheiro de diques para a luta contra o terrorismo não é maquiavélica. Ele tomou uma decisão política, certamente baseada, entre outros factores, no risco de cada ameaça e na distribuição dos meios existentes (este blog não é socialista, como sabem). Se foi certa ou errada, mais tarde o saberemos, e se a foi errada deverá ser punido politicamente por uma decisão politica, e não por não ser capaz de pronunciar “nuclear”.

Porque a decisão de construir ou não um dique é tão política como construir ou não um estádio.

Há dois tipos de tragédias

As que temos imagens televisivas
e
Todas as outras

Pelos Caminhos de Portugal

Série de posts a seguir no Dolo Eventual

Agradecimentos

4.9.05
“A todos os que neste ano e meio nos leram, linkaram, comentaram e escreveram, muito obrigado.”

Assim terminou o Fora do Mundo, numa fórmula mais ou menos utilizada por todos os blogs que se deram ao trabalho de se despedir. Porque até é uma coisa que não percebo muito bem. A quantidade de blogs que termina de um dia para o outro sem qualquer tipo de explicação ou um simples “Fim”. É de mim ou é um bocadinho estranho ? Adiante.

Tanto no Fora do Mundo como no Aviz, no País Relativo, no Jaquinzinhos, no Intermitente, para não citar mais, foram deixadas palavras de despedida, agradecimentos, explicações, etc.

Mas nenhum deles, e aqui é a minha crítica, se dignou a agradecer a quem deviam. Nomeadamente aos fornecedores dos meios que lhes permitiram criar e manter o blog. Falo obviamente do Blogger, mas também do Technorati, do Flickr, etc.

Porque se podiam facilmente alugar espaço na web, o certo é que não o fizeram. Utilizaram, como eu e milhões de pessoas, as facilidades à blorliú que estão ao dispor de toda a gente. E na hora do adeus, nem um obrigadinho. Não se faz.

Assim, e caso eu me veja impossibilitado de me despedir convenientemente no dia que este blog terminar, ficam desde já os meus públicos agradecimentos.

Obrigado a:

Ao
Blogger, por ter disponibilizado esta ferramenta que me permitiu abrir a minha alma ao mundo, sem qualquer custo ou contrapartida que não seja a minha amizade. Pois essa, que será eterna, terá sempre no meu coração um lugar especial.
Ao
Technorati, que num gesto de altruísmo incomparável, me permitiu não só saber quem me falava e quem me queria falar, mas também dar a conhecer aos outros o que eu falava deles. E mesmo quando não funcionava a 100 %, eu sempre desculpava, como se desculpa tudo aos amigos.
Ao
Hello, que sem o seu apoio incondicional numa primeira fase, nunca me teria sido possível mostrar as imagens que eu queria.
Ao
Flickr, que a seguir ao Hello se mostrou em todo o seu esplendor emprestando-me o seu incrível talento para também disponibilizar imagens.
Ao
Google, amigo de longa data, que nunca me deixou ficar mal. A sua perseverança é de fazer inveja aos mais novos.
À
Priberam Informática, que num assombro de patriotismo, me permitiu descobrir o imenso mundo que é a língua portuguesa.
À
Wikipedia, parceira sincera e desprendida que não raras vezes era a única luz ao fundo do túnel.
Ao
Altavista, o seu catálogo musical é único não só na selecção, mas também no carinho com que nos recebe.

A todos o meu muito obrigado.

Paint it Black

pré-POST

Uma das coisas boas da internet, toda a gente o sabe, é o download ou “sacar da net” músicas, filmes, textos, imagens, software, etc, etc, etc.

E se digo que é uma coisa boa é porque eu não sou contra a cópia ilegal, como se percebe. De todas as posições possíveis acerca desta matéria, eu estou com o Bono. Copiem à vontade, desde que não façam dinheiro. Parece-me que é a melhor atitude e a mais saudável, principalmente do ponto de vista dos criadores.

Eu reconheço que um criador tem direito aos “Direitos de Autor”, mas eu também tenho o direito a poder copiar a sua criação através de um amigo que a tem. Se eu nunca vi nem nunca vou ver esse amigo é completamente irrelevante. Assim como eu dar a copiar a milhares de amigos que nunca vi ou vou ver. O que eu não tenho o direito é de tentar fazer dinheiro à custa da criação dos outros. Criminalize-se a venda, não a cópia.

Aliás este problema parece novo, mas não é. Apenas foi elevado à máxima potência como tudo o que acontece na internet. Desde que foram inventados os gravadores de cassetes de áudio que se fazem cópias de discos, e eu aposto o que quiserem que os músicos e bandas que agora tentam proibir também o fizeram. Assim como também fotocopiaram livros, ou isso não conta ?


POST
Uma das compilações que fiz, (a compilação é minha, as músicas é que vieram da net), foi da música Paint it Black do Rolling Stones. Para quem não sabe, foram feitas desta música inúmeras covers dos mais variados músicos e bandas. Uma melhores, outras piores, mas todas diferentes e eventualmente até se pode achar alguma melhor que o original.

O interesse desta compilação é a sensação estranha que se tem ao ouvi-la. Por um lado estamos sempre a ouvir a mesma música, mas por outro as músicas são todas diferentes.

CD1
01 rolling stones - 02 3 steps ahead - 03 anti-nowhere league - 04 azucar moreno - 05 caterina caselli - 06 deep purple - 07 earth crisis - 08 echo and the bunnyman - 09 face to face - 10 gabor szabo - 11 gob - 12 ian stuart - 13 incubus succubus - 14 jonny lang - 15 judas priest - 16 london symphony orchestra - 17 los salvajes - 18 marc almond - 19 meteors - 20 rick wakeman

CD2
01 metallica - 02 pascal comelade - 03 r.e.m. - 04 rage & lingua mortis orchestra - 05 rammstein - 06 rodney’s rave - 07 screaming dead - 08 sfl - 09 skrewdriver - 10 tea party - 11 animals - 12 the doors - 13 the feelies - 14 the residents - 15 the ventures - 16 u2 - 17 vanessa carlton - 18 wasp

Esperanza

3.9.05
Sempre que acontece uma tragédia ou desgraça natural, principalmente se for natural, devemos tentar procurar ou ver as coisas positivas que advieram dessa tragédia ou desgraça. Por uma questão de esperança no futuro.

Assim, por causa do Katrina, há a hipótese de pelo menos 1100 pessoas conseguirem fugir de Cuba sem porem em risco a vida com a sempre perigosa travessia pelo mar.

Como diz o outro : É pouco mais é de boa vontade.

Tolices

O Presidente da AMI foi à SIC Notícias pedir responsabilidades às autoridades americanas por não terem se terem preparado bem e por a resposta a catástrofe não estar a ser a melhor.

Das duas uma : Ou ele tem lá uma casita de férias e está a ver se saca algum de indemnização ou então é tolinho. Porque seria a mesma coisa que um americano qualquer viesse à CNN pedir responsabilidades ao governo pelos incêndios.

Lembrar Pinto da Costa

2.9.05
No DN

"Nos últimos dias conseguimos dois grandes reforços, aliás, três grandes reforços: Karagounis, Miccoli e Simão."
José Veiga

Erro

Ontem o Mário Soares tentou pelo humor e comparação com terceiros livrar-se da questão da idade. Devia ter-se ficado pelo humor. A comparação surge sempre como um “se eles podem eu também posso”, e dessa forma a ideia que fica é que no fundo também ele considera que é um velho que se está a candidatar e não apenas um homem que por acaso tem 80 anos.

E assim de repente, a única desculpa que encontro para este erro político é o facto de estar a ficar velho.

Lembrar George Costanza

Durante muito tempo sempre que vestia uma roupa amarela e alguém me dizia : “Se sabia tinha trazido alpiste”, que a minha vontade era de estrangular essa pessoa. Porque verdadeiramente não há uma resposta possível. A única que eventualmente se podia aplicar era mandar a pessoa à merda, mas como não era um insulto, a minha reacção seria sempre exagerada.

Até que um dia ouvi a resposta perfeita e a partir daí passei a desejar que me provocassem. Eu roía-me para que me dissessem :
“Se sabia tinha trazido alpiste”
“Ai sim ? Então toma nota que amanhã venho de vermelho. Não te esqueças dos cornos”

Blog Raider

1.9.05
Na Puta de vida … ou nem tanto

Se...
"Video-games não influenciam crianças. Quer dizer, se o Pac-man tivesse influenciado a nossa geração, estaríamos todos correndo em salas escuras, mastigando pílulas mágicas e escutando músicas electrónicas repetitivas."
(Kristian Wilson, Nintendo Inc, 1989.)

Poucos anos depois surgiram:
• as festas rave,
• a música techno
• e o ecstasy...

31 de Agosto

O dia em que a globalização deu a volta ao mundo.

Os humanos

O Primeiro Ministro disse que Mário Soares é o melhor candidato porque tem qualidades humanas (ou mais ou menos isto).

Devo dizer que concordo. Um bom candidato tem que ter qualidades humanas. Nestes tempos de crise não podemos estar com experiências spliberguianas.

Assim, e porque mesmo gostando do Prof.Cavaco Silva, não descuro o factor humano, para mim basta ele mostrar o umbigo que tem o meu voto.