<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7665134\x26blogName\x3dA+Fonte\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://afonte.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://afonte.blogspot.com/\x26vt\x3d6978232382653524933', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

A Fonte

O que há de errado comigo ? Eu não sei nada e continuo limpo.

Democracia

31.10.05
Sou a favor do aborto até às 10 semanas. Porquê 10 ? Porque até às 10 semanas a mulher e o homem já tiveram mais do que tempo para decidir, e a partir daqui têm que ser responsáveis pela sua escolha. Um dos erros da esquerda radical é não estabelecerem um limite, o que na prática desresponsabiliza as pessoas e imputa todas a responsabilidades ao Estado. Enfim, nada de especial por aqueles lados.

Posto isto …

Sócrates decidiu e bem não alterar a lei do aborto no parlamento, mas antes referendá-la em 2006. Como já disse aqui, a partir de do momento em que determinada matéria é posta à decisão do povo, ela só pode ser alterada pelo mesmo povo. E sinceramente não acredito que haja quem não concorde com isto. Apenas o desejo incontrolado de alterar a lei é que pode levar alguém, não a pensar o contrário, mas a esquecer esta premissa. Quando digo alguém, digo pessoas, porque um partido não tem desejos e como tal não raciocina da mesma maneira. Por isso, a posição dos partidos de esquerda é anti-democrática. Também nada de novo.

E há uma coisa que eu não percebo nas pessoas que defendem uma alteração da lei no parlamento : Se a lei fosse alterada agora, o que é que impediria mais tarde outra maioria de alterar a lei outra vez ? Ou a lei uma vez alterada, é irreversível ? Pode uma lei desta natureza andar ao sabor das maiorias parlamentares ?

Por outro lado, não compreendo declarações que dizem “resolver o assunto”. Mas resolver o assunto porquê ? Porque carga de água é que permitir legalmente o aborto é resolver o assunto ? Mesmo depois de um referendo maioritário ao SIM, o "assunto" fica resolvido ? Não poderá haver outro em 2013 que reverta outra vez o “assunto”. Não me parece que este tipo de discurso também seja muito democrático.

O profissional

30.10.05
"Todas as pessoas, pelo menos uma vez, já votaram em mim; e toda a gente já, por uma vez, votou contra mim."
Mário Soares

Isto não quer dizer nada. Simplesmente é o que acontece quando se é político profissional há 30 anos.

Aliás, até podia ser um lema de campanha para os soaristas : Não se resigne com um amador. Exija um profissional”

(Publicado n’O Eleito)

O que é um presidente de esquerda ?

- Quando Mário Soares em 1987 decidiu convocar novas eleições, ignorando os pedidos do PS e que deram a primeira maioria a Cavaco Silva, estava a ser de esquerda ou estava a ser Mário Soares ?

- Quando Mário Soares no segundo mandato interferiu na vida partidária e assumiu-se como a verdadeira oposição ao governo, estava a ser de esquerda ou estava a ser Mário Soares ?

- Quando Mário Soares no primeiro mandato fez as suas Presidências Abertas, com o sentido meritório de aproximar a Presidência da República do povo, estava a ser de esquerda ou estava a ser Mário Soares ?

- Quando Mário Soares no segundo mandato fez as suas Presidências Abertas, com o sentido de prejudicar o governo, estava a ser de esquerda ou estava a ser Mário Soares ?

- Quando Mário Soares viajava que se fartava, porque aparentemente havia dinheiro para isso, estava a ser de esquerda ou estava a ser Mário Soares ?

- Quando Jorge Sampaio assistiu serenamente ao pântano guterrista, estava a ser de esquerda ou estava a ser Jorge Sampaio ?

- Quando Jorge Sampaio em Julho deu posse a Santana Lopes para em Novembro lha tirar, estava a ser de esquerda ou estava a ser Jorge Sampaio ?

(Publicado n’O Eleito)

A culpa é do mosquito

Em Portugal toda a gente se queixa de que os tribunais são lentos, que nos hospitais só com cunha, que a agricultura é subsídio-dependente, que o ambiente é maltratado, que as boas escolas são privadas, que a maior parte das autarquias são corruptas, que os funcionários públicos são todos uns moinas, que os gajos do rendimento mínimo só andam a mamar, etc, etc. E tudo isto ao mesmo tempo que reclamam dos impostos que não param de aumentar.

Logicamente seria de pensar que um dia, entre a leitura das declarações do Co Adriaanse e a risada colectiva diária das patetices do Castelo Branco, se questionassem que talvez as culpas não se limitem aos sucessivos governos do PS e PSD que se alternam no poder mas sim ao Estado em que vivemos. Que diabo, não espero epifanias mas também já enerva tanta inércia mental.

Como diz e muito bem o António Amaral d’A Arte da Fuga :

Em Portugal, um projecto político liberal (por muito paradoxal que isso soe) primeiro terá combater a omnipresente mentalidade socialista e o conceito de inevitabilidade do Estado Social

O seu a seu dono

29.10.05

A propósito deste livro do José Rodrigues dos Santos, aconselho a leitura destes posts do Combustões.

Por uma questão de honestidade.

Parabéns

Ao Vitor Fernandes pelos dois anos do PreDatado.
As minhas "três horas diárias" passam também por aqueles lados.

Equidade fiscal

Para uma possível regulamentação ser levada a sério, as putas além de terem que pagar IVA, terão também que pagar Imposto de Circulação.

Não custa nada perguntar

28.10.05
Já alguém avisou o Dr.Mário Soares do que se está a passar ?
É que caso contrário ele vai ficar a pensar que o Tribunal Constitucional deliberou em dois dias.

Água da Fonte


If you could be a Superhero, what kind a superhero would you be ?
Batman ? Superman ? Wonder Woman for some of you guys up there ?
Or … would you use your imagination and make up one of your own…


Superhero
Stephen Lynch

(Dedicado à malta esforçada mas pouco imaginativa do Super Mário)

(letra completa aqui)

Previsão à Mourinho (*)

Daqui a 15 anos, Cavaco Silva vai ser considerado o melhor Presidente da República depois do 25 de Abril.

(*) Previsão que é feita sem qualquer base científica, baseada apenas na fé do autor e cuja verificação na altura própria já ninguém se lembra.

(Publicado n’O Eleito)

Parabéns


Parabéns ao Nuno Guerreiro pelos dois anos da Rua da Judiaria. Um blog que, definitivamente, torna a blogosfera portuguesa mais rica.
Mazel Tov !

Stand Up Comedy

27.10.05

Guys don’t have the pressure to look good. We can be hundred pounds overweight, we look in the mirror : “Well, that’s look alright”.
We look at ourselves on the mirror the way we look at women when we’re drunk : “I fuck that”

Nick de Paolo

Deriva totalitária

Sempre que me dizem : “Eu quero lá saber da política para alguma coisa. Eles é que a levam”, fico sempre a pensar se a solução deste país não passaria por se limitar o direito de voto a uns quantos milhões.

(Publicado n’O Eleito)

Greve na Justiça

Frase mais ouvida, ontem, por volta das 4.30 da tarde, nas secretarias dos tribunais:

Adeus, bom fim de semana!

na
Linha do Horizonte

Recordações políticas

26.10.05

Houve uma altura da minha vida em que eu partidário da causa monárquica. Ou para ser mais exacto, era do partido do garfinho.

Nasceu ...

... O Quadrado.
Que teve o bom gosto de não se chamar não-oficial.

(Publicado n’O Eleito)

Os trabalhos do Ouvidor

Se bem percebi ontem, caso fosse eleito e na eventualidade de outra greve dos tribunais, o Dr.Mário Soares iria ajudar a explicar aos juizes a bondade das medidas do governo, de modo a que eles percebessem "os sacrifícios exigidos para enfrentar e vencer a crise".

(Publicado n’
O Eleito)

Curiosidade

Não deveria o mais alto órgão de soberania da nação pronunciar-se sobre a greve de outro órgão de soberania ?

(Publicado n’O Eleito)

E eu tenho um garrafão que diz Água do Luso

25.10.05
Sou uma rapariga do povo e sou artista, só posso ser de esquerda
Manuela de Azevedo, dos Clã, na revista “
Visão

via O Acidental

Serviço Público


“Esta página tem como principal objectivo criar uma extensa lista dos ex-alunos das escolas portuguesas. É também possível aos actuais alunos inserirem os seus dados. Para tal a sua ajuda é fundamental. Inclua os seus dados gratuitamente e sem necessidade de registo. Com esta base de dados será possível encontrar antigos colegas de escola e quem sabe reavivar antigas amizades. Obrigado pela colaboração.”

Via
You've Got Mail

Curiosidade

Se as putas passarem a estar dentro da legalidade, tecnicamente continuam a ser putas ?

Cortar o mal pela raíz


Está na hora da blogosfera portuguesa se juntar para procurar, capturar e aniquilar os gajos que criam bonequinhos engraçados para promover oficiosamente o que quer que seja.

Frankenstein

Já toda a gente constatou mais ou menos indignada que os apoiantes de Mário Soares estão mais preocupados em diminuir Cavaco Silva do que em outra coisa.

Não percebo a admiração. Se a própria candidatura teve como ponto de partida impedir “o passeio pela avenida” de Cavaco Silva, estavam à espera que eles falassem de quê ?

(Publicado n’O Eleito)

O Poder

Com a sua licença, D.Afonso Henriques, vou-me permitir discordar de si.

Se por um lado, estou completamente de acordo consigo quanto presume que tanto no caso de Mário Soares, como no de Jorge Sampaio, (já tenho algumas dúvidas em relação a Ramalho Eanes), se a constituição permitisse, certamente seriam candidatos a mais do que um mandato, e muito provavelmente seriam eleitos, já não concordo com as causas.

Até porque parece-me a mim que o seu argumento encerra uma contradição. Se os portugueses estivessem dispostos a eleger ad aeternum qualquer um dos presidentes eleitos até à data, isso quereria dizer que não estavam a jurar lealdade a qualquer um deles mas sim ao Poder que eles representam.

E o Poder em Portugal fascina e atemoriza. Somos de uma subserviência confrangedora perante o Poder. Seja representado na figura de um Rei, Presidente, Primeiro-Ministro, Juiz, e se formos para qualquer vila do país, até os médicos, porque poucos, logo com poder, são venerados. - “Vai ali o Sr.Doutor”.

A prova está nas primeiras candidaturas de Mário Soares e Jorge Sampaio. Como os soaristas não se cansam de lembrar, Mário Soares começou com 8%. A sua popularidade era mínima, mas passados três meses de ser eleito já era adorado. Porquê ? Porque era o Poder. Claro que a forma monárquica como presidiu à nação ajudou, mas o mesmo se passou com Jorge Sampaio. Eleito por contrapartida a Cavaco Silva, até à crise do Verão de 2004 era a figura mais respeitada em Portugal. Porquê ? Porque era o Poder.

E Cavaco Silva. Passados dez anos da sua travessia do deserto, voltou com níveis de popularidade (que me agradam), mas que são absurdos. E absurdos porque não tem outra explicação, a meu ver claro, que não seja a visão do Poder. E não me estou a esquecer do Poder do Primeiro-Ministro que é muitas vezes contestado. Mas o que é contestado é o exercício do poder, não o seu detentor.

Porque somos assim… não sei. Talvez seja da “não-inscrição” do professor José Gil. Talvez seja a velha história dos brandos costumes. Não sei.

De qualquer das maneiras, eu não tenho dúvidas que de uma forma geral, se amanhã fosse promovido um referendo e a monarquia triunfasse, que a adaptação dos portugueses ao novo regime seria mais rápida e menos custosa do que as alterações do Scolari na selecção. Sejamos realistas. A maioria dos portugueses nem perdeu dez minutos a pensar nisto nos últimos trinta anos. Manda quem pode ? Obedece quem deve.


(Publicado n’O Eleito)

Teaser

24.10.05


Site oficial do filme

O que são os "Protocolos" ?


Ferraz amigo, o povo está contigo

Na SIC Notícias, Ferraz da Costa em debate com Ana Drago : "DESISTO"

Stand Up Comedy


And I don’t know what our children will be like.
My husband is English and I’m an American. They probably be rude, but disgusted by their own behaviour.

Rita Rudner

Mais um mal agradecido

Ao fim de semanas e semanas de paciência, desisti da «Enetation»! Mandei dezenas de emails ao serviços técnicos daqueles facínoras. Em vão. Até que cheguei à conclusão que a «Enetation» não só é uma merda, como tem efectivamente uns serviços técnicos e de apoio perfeitamente a condizer.

No
Random Precision


Será que o problema sou eu ?

Razões para votar Cavaco [5]

Como diz o JLP da Crítica Portuguesa, um excelente argumento que estava aqui escondidinho.

Já todos sabemos como é Mário Soares na Presidência da República. Em contrapartida, se Cavaco for eleito, ninguém sabe com o que poderá contar.

A fonte d'A Fonte


Do lado do cipreste branco
À esquerda da entrada do inferno
Está a fonte do esquecimento
Vou mais além, não bebo desta água
Chego ao lago da memória
Que tem água pura e fresca
E digo aos guardiões da entrada: - Sou filho da Terra e do Céu


Legião Urbana – A Fonte

Porto d'Honra - À Nossa !

Uma palavra inicial.

Para agradecer o convite, obviamente, mas principalmente para felicitar os autores pela ideia. Mesmo correndo o risco de parecer o Luís Delgado, penso que é de inteira justiça reconhecer publicamente os méritos da ideia que está por detrás deste bolg.

Talvez à primeira vista não pareça, pelo menos à minha, mas não consigo vislumbrar na blogosfera portuguesa outra iniciativa deste género. Senão vejamos :
- Já existem blogs colectivos, mas foram criados por pessoas que já se conheciam e com o intuito de defender uma ideia, uma facção, uma certa visão de Portugal, do mundo e da vida.
- Já existem blogs colectivos formados a partir da participação de outros bloggers, mas por norma foram criados com um intuito lúdico, como por exemplo, adeptos de um clube de futebol.
- Já existem blogs temporários, mas todos eles tiveram na génese uma agenda política, e muitos não passam de sites disfarçados de blogs.

Mas um blog criado para debater uma ideia que não é nem de esquerda nem de direita, cujos participantes vêm de todos os quadrantes políticos (e basta passar os olhos pelos seus blogs) e last but not least, que não se conhecem, penso que de facto é único. Estão por isso de parabéns o Pedro Cardoso e o David Afonso.

Termino citando o nosso colega Paulo Salvador numa frase feliz que teve por alturas do aniversário do seu blog.

Aliás as pessoas que se conhecem pela blogosfera são as mais especiais, porque começamos por partilhar com elas aquilo que temos de mais importante: as nossas ideias.

E assim levantando o meu Porto, vos digo - à nossa !

(Publicado n’
O Eleito)

Definição de Workaholic

23.10.05
Um workaholic não é alguém que trabalha muito. É alguém que é remunerado pelas horas todas que trabalha.

Naturalmente

O futebol é o chamado desporto-rei não porque é o mais bonito ou espectacular mas porque é o mais jogado no mundo inteiro. A razão de ser o mais praticado também não é por ser o mais bonito ou espectacular, mas sim porque é o mais fácil de jogar.

Pode ser jogado com qualquer número de pessoas, incluindo uma (embora seja um bocadinho aborrecido), pode ser jogado em qualquer lado e em qualquer tipo de terreno. A bola pode ser feita de qualquer coisa e nem tem que ser obrigatoriamente redonda. As balizas podem ser dois riscos no chão. Pode ser jogado em praticamente qualquer temperatura aceitável para o homem e em praticamente quaisquer condições atmosféricas. Pode ser jogado por qualquer pessoa, seja gordo, magro, baixo, alto e não exige aos jogadores quaisquer condições físicas especiais. As regras básicas são simples de ensinar e de aprender. Não sendo um desporto violento, é permitida alguma dureza, o que facilita a vida aos mais desajeitados, aos mais entusiasmados, ao Petit e ao Paulinho Santos.

Mas principalmente não é preciso saber jogar. A ninguém é pedido que saiba rematar, fintar, passar ou cabecear. Ninguém fica de fora por isso, e o mais que pode acontecer é ir para baliza. E se ninguém precisa saber jogar, isso quer dizer que toda a gente pode jogar. Este é o segredo do futebol. É óbvio, não é ?

Claro que é. O futebol é um desporto óbvio. Jogadores, bola, baliza – golo. Mais simples que isto não podia ser.

A não ser que ponham um microfone à frente dos jogadores. Porque aí o caso muda de figura. O óbvio passa a ser natural. E quem diz natural, diz naturalmente.

- Então, está contente por ter marcado o golo da vitória ?
- O que interessou foram os três pontos. Naturalmente que estou satisfeito por ter marcado um golo.
- E o jogo, foi um adversário difícil ?
- Foi um jogo para o qual estávamos preparados. Naturalmente que respeitamos o adversário, mas estávamos consciente do nosso valor.
- E o que tem a dizer sobre a agressão do seu colega ao guarda-redes contrário ?
- O futebol é um deporto viril. Naturalmente que no calor do jogo pode acontecer excessos.
- E aquele lance na grande área, foi falta ?
- Estava longe e não vi. Naturalmente que o árbitro que estava mais perto pode ajuizar melhor.
- Você é mesmo básico, ou pagam-lhe para dizer naturalmente ?
- Eu não sou básico. Naturalmente que perante perguntas tão complicadas uma pessoa faz o que pode.
- Ok. Boa noite e obrigado.
- Boa noite. Naturalmente que daqui a umas horas o sol nasce e passa a ser de dia, mas o nosso mister já nos avisou para isso.

Acredite se quiser

22.10.05

Os portugueses não são números*

Ontem, num discurso claramente extemporâneo (se não me engano, as legislativas foram em Fevereiro), Cavaco referiu-se ao problema do desemprego: «O desemprego já atingiu os 400 mil.». «Os 400 mil», note-se. Cavaco prefere não falar em 400 mil «pessoas» ou em 400 mil «desempregados» (uma pieguice), optando pelo número 400 mil, naquela neutralidade axiológica típica dos relatórios do Banco de Portugal.

*António Guterres, 1993


Filipe Nunes no Super Mário

Razões para votar Cavaco [4]

O primeiro mandato de Mário Soares foi considerado por todos, de uma forma geral, como positivo. Já o segundo e último, e também de uma forma geral por todos, foi reconhecido que tentou interferir na vida partidária a partir de Belém. Ou seja, livre das amarras de uma eleição futura, a atitude de Soares foi a de criar dificuldades ao governo, e por conseguinte ao país, tendo sido considerado na altura como a verdadeira oposição ao PSD, a Cavaco Silva e ao governo.

Mário Soares já disse que só é candidato a um mandato. You do the math.

Entrapment

Eu sou a favor da lei do aborto mas considero que é um atentado à democracia ela ser aprovada no parlamento depois de anteriormente ser sido sujeita a referendo. Qualquer matéria, a partir do momento que é referendada, só pode ser alterada por outro referendo. Caso contrário, qual é o seu sentido ? Um mero instrumento político que se usa e abusa conforme a conjuntura ?

Mais. Nas últimas eleições, como diz e muito bem o HMémnon, havia a promessa que a lei só seria alterada por via de referendo. Mas agora, com uma maioria no bolso, José Socrates pondera o contrário. Eu pergunto, quando uma maioria impõe o que quer, estamos perante o quê ?

Mas a atitude do PS ainda consegue ser mais anti-democrática. Se entende que o parlamento está perfeitamente mandatado para legislar, porque razão apresentou uma proposta de referendo ? No fundo, o que o PS nos está a dizer é que quer aprovar a lei, sem olhar a meios. Eu pergunto, quando os fins justificam os meios estamos perante o quê ?

Seja como for, a possibilidade que José Sócrates considerou de a lei poder ser aprovada no parlamento não deixa de ser uma armadilha para os candidatos presidenciais.

Quando os jornalistas perguntarem a Cavaco Silva se ele aprovará uma lei do aborto oriunda do parlamento, será que ele, conhecido opositor, poderá pronunciar-se no sentido de exigir um referendo sem ser acusado de má fé ? Ou seja, sem ser acusado de utilizar o referendo para fazer valer a sua posição sobre uma deliberação do parlamento ? E se disser o contrário, não será acusado de desrespeitar o referendo como o PS ?

E se essa pergunta for feita a Mário Soares ou a Manuel Alegre, poderá qualquer um dos dois defender a aprovação da lei sem serem acusados de atropelar a democracia ? Ou, pelo contrário, poderão exigir o referendo sem ser acusados pelos seus pares de traição ?

Razões para votar Cavaco [3]

Os candidatos fraudulentos

21.10.05
A propósito da apresentação da candidatura, Odete Santos na SIC Notícias criticava Cavaco por este ter dito que era um dia de grande responsabilidade, como se ele fosse algum salvador da pátria ou coisa do género.

O que a Odete Santos não compreende, e presumo, também muitos comunistas, é que quando Cavaco Silva ou Mário Soares ou Manuel Alegre ou Jorge Sampaio ou Freitas do Amaral se candidatam têm efectivamente hipóteses de vir a ser eleitos e por conseguinte virem a ser Presidentes da República.

Ao contrário dos candidatos do Partido Comunista que apenas servem para duas coisas : aproveitar o microfone que lhes é estendido para tentarem salvaguardar o espaço político que ocupam, e quando as coisas correm bem para eles, poder exercer alguma influência na decisão das urnas.

A novidade nesta eleição é que não estão sozinhos na fraude política que eles chamam candidato presidencial. Sejamos claros : tanto o Jerónimo de Sousa como Francisco Louça não são candidatos presidenciais. São representantes comerciais dos seus partidos. Alguém a quem lhes foi pediu para fazerem o frete de ir a votos porque é preciso manter a clientela satisfeita e o público alvo fidelizado.

Enfim, nada de especial. É apenas mais uma perversão do nosso sistema político que já ninguém estranha.

A mensagem é para todos

Para concluir, deixo uma mensagem aos apoiantes de Cavaco: esfreguem os olhos e lavem a cara com água fria porque o que viram ontem no CCB não foi Napoleão a Cavalo em Jena, nem Sidónio Pais ressuscitado nem sequer o Cavaco Silva da Figueira da Foz. O que viram ontem foi um homem que não quer governar o País, que conhece a Constituição, que sabe o que é uma “magistratura de influência” e se lembra das “forças de bloqueio”, numa simples frase, um homem que só quer ser Presidente da República.


Ricardo Costa, DE

Razões para votar Cavaco [2]

Para acabar de uma vez por todas com o irritante tique da Odete Santos de chamar Cavaco e Silva ao Aníbal António Cavaco Silva.

Razões para votar Cavaco [1]

No seu discurso, Cavaco só disse uma coisa que não corresponde à verdade. Ele disse que se candidatava em parte por causa da actual conjuntura.
Obviamente que não é assim. Mesmo que o país estivesse a navegar em velocidade de cruzeiro, ele seria sempre candidato, porque ser Presidente, como já o disse uma vez, é o culminar de uma carreira política, que qualquer político tem o direito de ambicionar. E é verdadeiramente a única razão porque qualquer pessoa deve ser candidato.
Curiosamente, ou talvez não, ele é o único que nesta corrida se apresenta nestas condições. Dos outros, dois correm pelos partidos, um corre contra Cavaco e o Manuel Alegre corre contra Soares. Eu diria que só isto seria razão suficiente para decidir o voto.

Acreditar


Nas próximas eleições presidenciais vou votar Cavaco Silva. Porque é nessas que ele se vai candidatar. Se ele fosse candidato à minha junta de freguesia então seria aí. E se fosse candidato a Presidente do Sporting, eu fazia-me de sócio só para poder votar nele.

O meu cavaquismo é isto. É acreditar que Cavaco é um homem sério, honesto, competente e com sentido de Estado. Que é um político que fará sempre, seja qual for o lugar da hierarquia de Estado que ocupar na altura, o melhor que puder e souber por Portugal. E se há razão para levar alguém a votar num qualquer candidato presidencial é precisamente esta : Acreditar. Acreditar que Portugal pode começar finalmente a sair do buraco em que se meteu.

O Eleito

20.10.05
Vai abrir portas no domingo com um Porto d’Honra virtual, o novíssimo blog de nome O Eleito.

Criado pelo David Afonso e Pedro Santos Cardoso do Dolo Eventual, este espaço pretende ser um local de discussão sobre a República e as eleições presidenciais, que como sabemos, começaram hoje. E também como as eleições, o blog terá o seu termo no dia de posse do futuro Presidente.

O projecto será também alimentado por outros bloggers convidados, entre os quais e por gentil convite dos autores, este vosso amigo. Mesmo assim, não deixem de passar por lá.

Ainda o Super Mário

O Karloos e o João Miranda levantam o véu à mais premente questão da actualidade da blogosfera portuguesa : É o Super Mário oficialmente o blog oficioso, ou é oficiosamente o blog oficial ?

Vejamos :

Se o Super Mário é oficialmente o blog oficioso de Mário Soares, quer dizer que é o único blog a poder fazer propaganda oficiosa ? E se a propaganda for oficial, torna-se oficialmente no blog oficioso, ou passará a ser oficiosamente um blog oficial ?

Por outro lado, se oficialmente o blog é oficioso, isso também quer dizer que oficialmente Mário Soares não é responsável por aquilo que é lá dito, mas será que o é oficiosamente ? E se assim for, não estará oficialmente a assumir que o Super Mário é oficial, mesmo que oficialmente seja oficioso ?

Dessa forma, oficiosamente teríamos um blog oficiosamente oficial, ao contrário de agora que temos oficiosamente um blog oficialmente oficioso.

Nota : Este post foi inspirado numa certa cena de uma certa sitcom. Alguém quer arriscar ?

Se eu dissesse o que isto é, vocês não acreditavam ...


... por isso o melhor é irem lá ver.

Stand Up Comedy

19.10.05

Clinton is a famous man. I’ve dreamt of being famous, but I never dreamt of being that famous. I never understood of how famous a President was.
Imagine if someone could suck your dick and then their famous, you understand what I’m saying ? That’s crazy. No guy ever thought of that. There’s nobody with a pickup line that good : “Hey, suck my dick. There’s a future in it.”

Dave Chapelle

Com amigos destes ...


Por outro lado, o boneco até está bem escolhido. No jogo, o Super Mário estava sempre a viajar entre mundos. Este era mais entre países, mas percebe-se a ideia.

Oh no, not you again !

Não leio o Causa Nossa porque tenho medo de inadvertidamente ler algum post da Ana Gomes.

Maria Albertina

Há por aí muita gente que acha que esta música do António Variações é sobre as pessoas que deram nomes como Vanessa às filhas.
Nada mais errado. A música é sobre a vergonha que as pessoas têm no seu nome. Seja Maria Albertina ou Maria Alice.

Devia ser desfraldado ...

18.10.05

... um poster com esta puta desta cara no meio do parlamento sempre que se discutem os orçamentos.

Liberdade

Hoje na SIC Notícias, Ângelo Correia sobre o aumento do imposto sobre o tabaco : “Acho muito bem. Acho muito bem.”

Pois eu acho muito mal. Acho mesmo muito mal.

O Estado entende que o tabaco é prejudicial à saúde, mas como não quer abdicar das maravilhosas receitas (1,22 mil milhões de euros), não proíbe o seu consumo. Ora, este tipo de comportamento não anda muito longe de um qualquer chulo. Aliás, as prostitutas até estão melhor que os fumadores, pois não têm que levar com o discurso politicamente correcto dos malefícios do tabaco.

Outro argumento que circula por aí, é o dos custos para a Saúde Pública que o consumo de tabaco provoca. Já vi argumentar que um não-fumador não devia ser obrigado a suportar os custos com um cancro de pulmão de um fumador, porque ele fumador, conhecia perfeitamente os malefícios do tabaco.

Eu até concordo com este argumento. Cada um devia pagar as suas doenças. Mas enquanto eu for obrigado a pagar com os meus impostos o orçamento da Saúde, das duas uma : Ou me pagam o cancro que um dia irei ter, ou eu faço já uma lista de tudo aquilo que eu não faço e que obviamente também não estou para andar a pagar para os outros, como por exemplo, pernas e cabeças partidas com alpinismo. Não faço, nunca fiz e nunca farei, e como tal, se ninguém é obrigado a pagar pela minha irresponsabilidade, eu também não sou obrigado a pagar pela “adrenalina” dos outros.

Mas a principal questão aqui é o pensamento paternalista do Estado. Quem é que sabe da minha vida ? Quem é que tem alguma coisa a ver com aquilo que eu faço ao meu corpo ? Eu já sei que o tabaco faz mal, sempre o soube e já fumo à mais 20 anos. Em 1984 eu já sabia que o tabaco fazia mal. E em 2005 eu continua a saber que faz mal. Se fumo é porque quero e ninguém tem nada a ver com isso e por essa razão eu não quero lições de moral do Estado, ou pior ainda, de um governo qualquer. E não me venham com o fumo em segunda mão, porque obviamente qualquer pessoa minimamente civilizada atende a essa questão.

Tudo o resto, é pura invasão da minha privacidade e da minha liberdade.

Sugestão

Na TSF

No cenário mais previsível teríamos um excesso de mortalidade que podia chegar dos 11 mil aos 13 mil mortos, o que atendendo à população portuguesa e inglesa representa um cenário da mesma ordem de grandeza», adiantou.
Graça Freitas pediu ainda à população portuguesa para que mantenha a tranquilidade e continue a fazer a sua vida como normalmente.


Eu faria uma sugestão : Que em vez de nos virem dizer quantos de nós vamos morrer, que nos dissessem quais as medidas que estão a ser tomadas para impedir os tais 11 a 13 mil mortos que estão a prever.

Por exemplo, notícias como esta não são "tranquilizadoras" :

Em Portugal o Governo não tomou ainda esta medida, alegando que o país não faz parte da rota habitual das aves migratórias que viajam das zonas com focos de doença.
O biólogo Carlos Miguel Cruz explicou à TSF que as aves que passam pela Roménia e Turquia, assim como por vários países da Ásia, visitam também por Portugal.

Stand Up Comedy [56]

17.10.05


I go to a psychiatrist now. She hates my guts. She said I suffer from delusions of sexual superiority.
She just want to fuck me. Get in line, lady.

Jeremy Hotz

Ó Roman, os meninos não querem brincar comigo ...

Sam Allardyce - Não jogo.
José Mourinho - Anda lá.
Sam Allardyce - Não jogo, já disse.
José Mourinho - Não sejas assim.
Sam Allardyce - Não me interessa.
José Mourinho - Mas porquê ?
Sam Allardyce - Tu ganhas sempre.
José Mourinho - E depois ?
Sam Allardyce - Não tem piada.
José Mourinho - Mas não é para ter piada.
Sam Allardyce - Não quero saber.
José Mourinho - Oh anda lá.
Sam Allardyce - Não.
José Mourinho - Dou-te um golo de vantagem.
Sam Allardyce - Não.
José Mourinho - Nem assim ?
Sam Allardyce - Não.
José Mourinho - Agora estás a ser chato.
Sam Allardyce - Só se me deres também a primeira parte.
José Mourinho - ….
Sam Allardyce - Então ?
José Mourinho - Está bem.


depois do jogo …

Sam Allardyce – Não brinco mais contigo.

Escola Pinto da Costa

16.10.05
Confrontado com o cenário que marcou os últimos minutos do encontro, começou por afirmar, no 'flash interview', à Sport TV, que "nunca disse que deixaria o clube se visse lenços brancos". A pergunta repetiu-se no auditório, mas a resposta foi diferente: "Só vi adeptos do Benfica com lenços brancos. Não vi ninguém do FC Porto".
O Jogo

«Os adeptos terão de esperar. Se começarem a assobiar e acenar lenços brancos, eu vou-me embora e trazem outro treinador que jogue pelo seguro», afirmou o ex-timoneiro do AZ Alkmaar.
Diário Digital

«Tenho 58 anos e não vou mudar», explicou o técnico, acrescentando posteriormente: «Os adeptos terão de esperam. Se começaram a assobiar, a acenar lenços brancos, eu vou embora. São os adeptos que decidem. Se acharem que não sirvo, então a direcção cometeu um erro, porque sabiam como eu era quando me foram buscar. Se quiserem, eu vou-me embora e podem ir buscar outro, mais seguro, mais defensivo. Há muitos treinadores assim, a jogar com poucos avançados, e também conseguem bons resultados dessa forma».
Mais Futebol

"Tenho 58 anos e não vou mudar. Os adeptos terão de esperar. Se não gostam é porque o FC Porto se enganou ao contratar-me. Se começarem a assobiar e acenar lenços brancos vou-me embora e tragam outro treinador que jogue de uma forma mais segura, mais defensiva. Há muitos a ganharem jogos assim. Por isso é fácil encontrar algum", disse o treinador holandês que só admite a vitória no jogo com o Marítimo.
Record

“Os adeptos têm de ter paciência e se não puderem esperar, só têm de mostrar os lenços brancos e eu vou-me embora”, ameaçou Co Adriaanse, remetendo para a massa associativa a sua continuidade ou não: “Os adeptos é que têm de decidir. Eu não vou mudar o meu sistema, o meu estilo de jogo, porque essa foi a razão pela qual o FC Porto me contratou. Mas se os adeptos não me quiserem, se eu me for embora, então podem contratar um treinador que jogue sempre pelo seguro, à defesa, num 4x5x1...”
Correio da Manhã

“Se começaram a assobiar, a acenar lenços brancos, vou embora. São os adeptos que decidem. Se acharem que não sirvo, então a direcção cometeu um erro, porque sabiam como eu era quando me foram buscar. Se quiserem, vou-me embora e podem ir buscar outro, mais seguro, mais defensivo. Há muitos treinadores assim, a jogar com poucos avançados, e também conseguem bons resultados dessa forma", disse.
JornalismoPortoNet

- Os torcedores têm de esperar. Se vaiarem ou acenarem lenços brancos na arquibancada, eu vou embora. Eles é que devem decidir, pois não vou mudar minha filosofia de jogo – afirmou
GloboEsporte

"Os adeptos têm de esperar. Se assobiarem e mostrarem lenços brancos, vou para casa, vou-me embora. Eles é que têm de decidir, eu não mudo. Se acharem que não sirvo, então a direcção cometeu um erro, porque sabia como eu era quando me foram buscar", comentou Adriaanse, reforçando a sua "ameaça" outra vez e dando até algumas sugestões "se quiserem, eu vou embora e podem ir buscar outro treinador, que goste de jogar sempre pelo seguro, à defesa. Há muitos técnicos assim, a jogar com poucos avançados, e também conseguem bons resultados."
DN Online

De resto, o treinador holandês até começou por mostrar perceber isso mesmo, após o jogo com os eslovacos, ao pedir desculpa aos sócios. Só que, muito estranhamente, já veio dizer que se lhe mostrarem lenços brancos se vai embora, o que é de facto espantoso.
Crónica de António Tavares Teles n’O Jogo

"Se mudar a equipa, mudo o estilo, mudo a minha filosofia e mudo-me a mim próprio. Tenho 58 anos e já tive sucesso com isto. É uma questão de treino. Os adeptos terão de esperar. Se começarem a assobiar e a acenar lenços brancos, de um modo continuado, se o meu modelo não lhes agradar, eu vou embora e trazem outro treinador que jogue pelo seguro. Há muitos por aí a ganharem jogos assim, apenas sabendo defender. Por isso, é fácil".
Jornal de Notícias

Co Adriaanse: «Se assobiarem ou mostrarem lenços brancos vou-me embora»
Blog Campeões no Mundo, suspeitos nos arredores (afecto ao FCP)

Os adeptos têm de esperar. Se assobiarem e mostrarem lenços brancos, vou-me embora. Eles é que têm de decidir, pois eu não mudo», afirmou Co Adriaanse, fazendo questão de recordar que não foi ele a oferecer-se para orientar os «dragões».
Blog F.C.PORTO Simply the best (afecto ao FCP)

Dentro do género que não marca quando é preciso, é o maior !

15.10.05
Todos os golos
4 golos - Kuwait - Luxemburgo
3 golos - Andorra - Chipre - Letónia - Polónia
2 golos - Azerbeijão - Estónia - Liechtenstein - Lituânia - Holanda - Escócia
1 golo - Albânia - Brasil - Canadá - China - Inglaterra - Grécia - Noruega - Rússia - Suécia - Tunisia

Golos em competições oficiais:
4 golos - Luxemburgo
3 golos - Chipre - Polónia - Letónia
2 golos - Azerbeijão - Estónia - Liechtenstein - Lituânia - Holanda
1 golo - Rússia
(Golos obtidos na qaulificação para os campeonatos do mundo de 2004 e 2006, excepto a Polónia - Camp.Mundo 2002 e Azerbeijão - Qualificação Camp.Europa 2000)

Conclusão : O nosso amigo açoriano é grande matador contra … mortos.

Mais alguém tem ou teve este problema ?

"Tenho que te dizer isto: fico com o pc bloqueado cada vez que entro aqui, a ponto de ter de reiniciar o computador. "

win-win-win situation

Eu não quero que ganhe o melhor, nem o pior.

Eu quero é sangue, cotoveladas e empurrões. Cartões amarelos a vermelhos. Expulsões de treinadores e adjuntos. Quero golos mal anulados, foras de jogo mal tirados e bolas que entram e não contam. Quero penaltis mal marcados, inventados e falhados. Quero livres à entrada da área que não existiram. Quero mergulhos na piscina e fitas para matar tempo. Quero ouvir chamar filho da puta ao guarda-redes e gatuno ao árbitro. Quero tácticas falhadas, substituições falhadas e situações de golo escandalosamente falhadas. Quero pancadaria entre as claques nas bancadas. Quero ver a polícia a bater forte, feio e farto. Quero ver a vaca nas bancadas a insultar o orelhas. Quero ver panos insultuosos e ofensivos. Quero ver lenços brancos. Quero ver …e vou ver.

Um dia destes, ao preparar-se para sair de casa :

Deixa ver … carteira … chaves do carro … chaves de casa … tabaco … google ...

História mal contada

No Clube de Jornalistas
O director do "Público" reafirmou, no CJ na TV, a confiança nas fontes e disse que o jornal mantém os relatos sobre as circunstâncias da chegada de Fátima Felgueiras a Portugal. José Manuel Fernandes, em resposta a uma pergunta directa de Estrela Serrano, sublinhou que essas fontes têm fornecido, nos últimos anos, informações sobre o caso de Fátima Felgueiras e que todas se confirmaram sempre, mesmo quando foram inicialmente desmentidas. O director do "Público" explicou também o silêncio do jornal sobre a polémica levantada, afirmando que foi decidido não perturbar a campanha eleitoral.

O Público finalmente reagiu. E o que veio dizer não me satisfaz. O que aqui me interessava não era tanto saber se o jornal mentiu, mas sim saber se o PS mentiu, o que não é a mesma coisa. E o que o José Manuel Fernandes veio dizer foi reafirmar que o PS mentiu mas que o jornal não insistiu na história porque não queria “atrapalhar a campanha eleitoral”.

É isto que me custa a engolir. A diferença entre desmascarar uma mentira a bem da verdade e desmascarar uma mentira que pode prejudicar um partido pode ser ténue, mas ela existe. Se o podia fazer e não o fez para não “atrapalhar a campanha eleitoral”, o Público não está a assumir uma posição isenta. Está, objectivamente, a tomar a posição da mentira.

Por último, dou os parabéns ao Paulo Gorjão pela iniciativa. Não fosse ele, provavelmente este assunto já estaria morto e enterrado, como muitas notícias que surgem escandalosamente na primeira página à Segunda para acabarem reduzidas a uma nota de rodapé na Sexta.

Nota: Esta a minha opinião, que só mudará se o Paulo Gorjão assim o entender. Não sei se sabem, mas eu estou a ser manipulado.

Processo de falência

14.10.05
E assim, de uma penada só, o Amafas arrasa-me o negócio.
“Ao contrário do que pareces crer, o que dá mais visitas é uma crítica/recomendação negativa! Dizer mal sempre deu mais protagonismo que dizer bem! Vide autárquicas e os candidatos-arguidos.”

O que talvez tenha sido melhor, pois está visto que não percebo nada da compra e venda de links. Como diz o Amafas, eu estava na disposição de oferecer o melhor produto do catálogo, e os
únicos clientes que tinham aparecido até à data, queriam desconto. Ainda pensei em abrir uma linha de crédito, mas definitivamente não seria boa solução. Talvez o futuro passe por uma mega-fusão, como o Salvador sugeriu. Não passa é por mim de certeza.

Assim, resignado, não me resta senão agradecer ao Amafas pois o caminho só poderia ser para o abismo. A clientela não iria aparecer, mas o único empregado de certeza que iria querer receber, esse reaccionário.

Como último acto de gestão e para encerrar as contas, vou pagar ao Dolo Eventual, de acordo com minha tabela, a recomendação que foi feita do post. Ou seja : Recomendação de post - 1 link + 5 visitas. O link já aí está, as visitas seguem pela banda larga.

Resumindo, foi bom enquanto durou e pelo menos os custos foram pequenos. Basicamente todos do foro psicológico. (
Marca-me aí uma consulta no Napoleão,sff.)

Publicidade

13.10.05
No Crítico
“[…] É neste contexto que o jornal O Público anda a ser pressionado por um grupo de blogueiros, que contam com a generosa, mas perversa oferta de um link no blog do Paulo Gorjão (e sabe-se como um link num blogue conhecido é apetitoso), a propósito dos contactos entre Fátima Felgueiras e o PS.
[…] Por isso não alinho em grupos nem em carneiradas, mesmo que sejam organizadas por bloggers esclarecidos e muito visitados que oferecem links a quem os apoiar, numa espécie de oferta manipuladora de chouriços em campanha eleitoral. Não contem comigo.”

Num ponto o Crítico tem razão. Esta campanha já me rendeu umas valentes visitas, tanto do Bloguítica, como de outros blogs, como o Homem ao Mar, Cuidado de Si, Laranja com Canela, oGrunho, entre outros. E isto para não falar da número de blogs que neste momento linkam A Fonte (mesmo que indirectamente) e que passa já uma centena. É caso para dizer : Em boa hora (na primeira, aliás) me associei a esta campanha.

Mas o post do Crítico teve ainda outro mérito. Pôs-me a pensar nesta coisa de compra e venda de links. De facto, já existe neste momento um mercado, só que ninguém fala dele. O pudor ainda é quem mais ordena nesta terra de fraternidade. Será talvez chegada a hora de fazermos o nosso 25 de Abril, embora neste caso o 25 de Novembro se enquadrasse melhor.

Assim, venho informar os meus caros amigos, clientes e fornecedores, que decidi, qual Barcelona 2005, abrir esta casa ao mercado da publicidade. Chega de acordos tácitos. A partir de agora é às claras, como qualquer mercado deve ser. Para tal, poderão na tabela abaixo encontrar a minha melhor oferta, sendo certo que estarei sempre ao vosso dispor para qualquer esclarecimento. É a vossa necessidade que aguça o meu engenho.


Tabelas de Preços n’A Fonte

Recomendação de blog
Em post individual - 1 link + 10 visitas
Em post colectivo - 1 link + 5 visitas

Recomendação de post - 1 link + 5 visitas

Recomendação de um site - 1 link + 3 visitas

Links sem recomendação
Blog - 2 visitas
Post - 1 visita

Participação em campanha - 2 links/dia + 5 visitas/dia

Divulgação de uma campanha - 1 link + 5 visitas

Reprodução de uma imagem - 1 link

Reprodução de uma música - 2 links

Espaço na área do título - 2 links/dia + 15 visitas/dia

Espaço lateral
No princípio - 1 link/dia + 3 visitas
No fim - 1 link/dia + 1 visita

Inscrição no Blogroll - 1 link + 1 visita/dia

Citação simples - 1 link + 2 visitas

Link inserido em texto alheio - 1 visita

Pequena referência - 1 visita

Recomendação negativa - Oferta da casa

(Todos os preços podem ser alterados sem aviso prévio)


Mais informo os seguintes blogs do custos respeitantes às referências neste post, e que desde já agradeço a sua pronta liquidação.

Crítico
Links sem recomendação (Post) - 1 visita
Pequena referência (2) - 2 visitas

Bloguítica
Pequena referência - 1 visita
Link inserido em texto alheio - 1 visita

Homem ao Mar
Pequena referência - 1 visita

Cuidado de Si
Pequena referência - 1 visita

Laranja com Canela
Pequena referência - 1 visita

oGrunho
Pequena referência - 1 visita

Efeitos positivos da histeria das massas

12.10.05

Stand Up Comedy [55]


I'm sick and tired of my generation getting blamed for the state of the planet. I'm sick of my generation getting called the TV generation. "Well all you guys do is watch TV." What did you expect !? We watched Lee Harvey Oswald get shot live on TV one Sunday morning, we were afraid to change the fucking channel for the next thirty years.
"This show sucks." "Yeah, but somebody might get shot during the commercial. Now hang on!"

Dennis Leary

Inversão do ónus

A partir da Fátima Felgueiras quem foge à justiça é presumível inocente.

Será mesmo boa ideia ?

11.10.05
Circula por aí uma petição para convencer a FIFA a providenciar que a sua "página web seja também apresentada em Português".
Também já assinei, mas não estaremos a correr o risco de ver por lá traduções do género dos "pontos ganhantes" ?

Por falar em roubar para a terra


Na fotografia: Daniel no local do crime

onde roubou para a sua gente


que agradecida, retribuiu

Renato Russo

Renato Manfredini Jr. nasceu em 27 de Março de 1960 no Rio de Janeiro. Filho de uma família de classe média, ainda criança morou em Nova York.

Renato teve uma juventude marcada por problemas de saúde. Dos 15 aos 17 anos, Renato sofreu de uma doença chamada epifisiólise, de fundo virótico e foi obrigado a andar em uma cadeira de rodas. Sofreu uma operação para colocação de pino de platina. Por causa da dor, não saía de casa e daí veio o interesse pela música. Formou o grupo de rock punk Aborto Elétrico em 1978 de onde surgiu a Legião. Teve problemas de dependência química, assumiu sua postura homossexual publicamente em 1990. É responsável por todas as letras do grupo.

O lugar de Renato Russo não pode ser ocupado por ninguém dentro da música brasileira. Nenhum outro compositor rasgou a alma com a sinceridade do cantor e poeta da Legião Urbana. Quando o grupo surgiu para o grande público em 1984, ninguém no Brasil tinha expressado com tanta coragem e sensibilidade o que Renato chegou cantando. As relações de poder nos relacionamentos, o desencanto com a política, a raiva de mãos amarradas dos jovens, os medos, as ansiedade, as fraquezas, sentimentos que nunca tinham sido expostos afloram nas inesquecíveis canções de Renato. Selvagem e doce, nas letras e nas entrevistas ele se abriu como nenhum artista teve coragem de se abrir no Brasil.A identificação com aquele ídolo que se revelava tão frágil foi imediata para milhares de jovens do pais inteiro.

Na madrugada de 11 de outubro de 1996, Renato morre em seu apartamento no Rio de Janeiro. Renato nunca admitiu ser portador do vírus da AIDS, talvez para evitar a exposição dolorosa vivida por Cazuza, mas deixava pistas incontestáveis sobre sua relação com a doença. Na canção A Via Láctea, ele deixa claro o momento de fragilidade e solidão que estava vivendo: "Hoje a tristeza não é passageira. Hoje fiquei com febre a tarde inteira. E quando chegar a noite cada estrela parecerá uma lágrima...". Este tom amargo era freqüente em suas composições. Mas nem tudo era tristeza para Renato Russo.

Ele também cantou a alegria, usou a música para contar histórias, fazer críticas políticas e sociais. Quanto ao álcool e às drogas, ele tentou várias vezes abandoná-las, mas as recaídas sempre acabavam acontecendo. Segundo a mãe do cantor, Maria do Carmo, o nome do álbum "A Tempestade...", revela bem o estado de espírito do cantor pouco antes da sua morte. Ela disse que esse nome foi escolhido porque havia uma tempestade dentro dele. "Ele quis chegar ao fim. Ele não se suicidou, mas simplesmente não lutou", declarou. Segundo a própria mãe de Renato, ele chegou a dizer a ela, antes de morrer, que só tinha sido feliz na infância.

(fonte:Música Urbana)

"Essa é a música de que mais gosto, a coisa que fico mais feliz em ter conseguido fazer"


Giz
O Descobrimento do Brasil
1993

What is the matrix ?

O tratamento nos media que é dado ao Bloco de Esquerda neste país já merecia um estudo profundo.
Desde ontem que nas televisões e jornais, entre as quinhentas e trinta e quatro referências que ouvi e li sobre os candidatos arguidos, bandidos ou como se lhe quiser chamar, que nem por uma única vez, uma só que seja, vi ou li qualquer menção ao caso de Salvaterra de Magos.

Renovação ou Plano de carreira autárquico ?

A lei limita os presidentes de câmara e da junta de freguesia a três mandatos consecutivos. Mas é omissa quanto à possibilidade de o mesmo presidente da câmara ou junta serem candidatos ao 13º ano por qualquer outro concelho ou freguesia.

Café Blasfémias

10.10.05
«Municipalismo» será o tema do próximo Café Blasfémias, no dia 11 de Outubro, terça-feira, pelas 21.30, na Cafetaria do Teatro Rivoli.

Onde se abordará(ão) a gestão municipal, o pretenso caciquismo que ela gera, a (in)adequada dimensão das autarquias, a bondade ou maldade do seu regime de financiamento, a proximidade do (des)governo, a corrupção e tráfico de influências, os dinossauros inamovíveis, a limitação de mandatos, as influências no poder central e do poder central, a desejada (ir)responsabilização, o contributo para o desenvolvimento (?) regional, a lei eleitoral autárquica.

O país pode esperar

No dia 4 de Julho escrevi isto:

Como compreender então as sondagens que dão vitórias e em alguns casos folgadas, a Valentim Loureiro, Isaltino Morais, Avelino Ferreira Torres e até a Fátima Felgueiras ? Pode-se concluir que a maioria das pessoas acha que estão inocentes dos crimes que são acusados ?
A minha opinião é que não. E a minha conclusão é triste e revela um país doente. Se votassem neles porque os achavam inocentes, nada a dizer. Mas não é o caso. Eu tenho para mim que a maioria dos eleitores acha que eles são culpados, mas como "fizeram muito pela terra", desculpa-os. Não consideram grave que um político seja corrupto se a corrupção for em favor delas. O país pode esperar.
Em resumo, os políticos de Lisboa são uns ladrões que roubam para eles próprios, enquanto que os políticos da terra, autênticos heróis, roubam para o povo. E isso não tem qualquer problema. Afinal de contas, quem é que nunca sonhou ser o Robim dos Bosques ?

Infelizmente, os resultados só me vieram dar razão. O facto de Avelino Torres não ter ganho é a prova disso mesmo. Ele não era da terra.

Parece que vão ter que alargar a porta de entrada da Torre das Antas.


Alguns são mais Humanos do que outros

9.10.05
Quando saiu o (excelente) álbum dos Humanos, foi-nos dito que se tratavam de músicas escritas pelo António Variações e que nunca tinham sido gravadas, como aliás está escrito na capa.

É verdade. Mas não é menos verdade que a campanha de marketing que foi lançada para promover o disco, teve como intenção levar-nos a acreditar que aquelas músicas nunca tinham sido gravadas por ninguém.

Ora, como é óbvio existe uma diferença entre o António Variações nunca ter gravado "A Culpa é da Vontade" e nunca ninguém ter gravado "A Culpa é da Vontade".

Essa diferença chama-se Lena d'Água.

A História mal contada

A próxima vez que o Público levantar uma suspeita sobre os contornos de determinado acontecimento político, é suposto acreditarmos ?

Eleições

Os primeiros resultados já estão disponíveis.

Taglines

7.10.05
Os nomes e descrições dos blogs são duas coisas pelos quais nutro algum interesse. Por isso tenho por hábito ir ler sempre o primeiro post de cada blog novo que conheço. Porque regra geral, é aí que se encontra a explicação para o seu nome e descrição. Aliás, eu sou da opinião que a descrição de um blog é muito mais do que isso. É o que melhor representa a linha editorial.

E se por um lado podemos fazer uma avaliação pessoal de um blog, por outro o nome e a descrição dizem respeito apenas ao seu autor, e como tal, nenhum está errado e nenhum é mau. No entanto, não custa reconhecer que podem estar mais ou menos bem conseguidos, terem mais ou menos piada ou serem mais ou menos profundos.

Dou A Fonte como exemplo. O nome não podia ser mais monótono. Acredito por isso que até hoje não deve ter havido um só alminha que aqui tenha entrado pelo nome. Mas será mau ? Acho que não, pois como já disse, isso não existe. Agora o que é certo é que não é bom no sentido que referi. Quanto à descrição, a frase (O que há de errado comigo ? Eu não sei nada e continuo limpo.) para quem não sabe é um verso de uma música da Legião Urbana. O seu significado não é relevante a não ser para mim, que é o que interessa. Para os outros, penso que da alguma forma é original e diferente. Digo sem falsas modéstias até porque o mérito não é meu, mas sim do Renato Russo.

Não pretendendo fazer aqui uma análise individual, pois como disse isso seria invadir o território pessoal de cada um, limito-me apenas a listar o nome e descrições da minha short list, (dos blogs que tinham descrição) com as minhas preferências pessoais. Se acharem por bem, digam também de vossa justiça.

O melhor nome
Bombyx mori
O menino explicava ao pai a morte do bichinho: "O gato saiu do gato, pai, e só ficou o corpo do gato" [João Guimarães Rosa]

A melhor descrição
Qualquer bocadinho acrescenta, disse o rato, e mijou no mar.

A melhor conjunto
Being José Mourinho
Uma expressão, em formato blog, do josé mourinho que existe em todos nós.

Menção Honrosa "E o primeiro post, onde é que anda ?"
A Causa Foi Modificada


4R - Quarta República
No limiar da utopia. Longe da anarquia mansa que nos tolhe

7ete Camadas e Meia
Porque somos mito e realidade. Sabemos contar estórias e patranhas. E discutimos, insultamos e aprovamos. Vamos, estamos todos à espera na Calçada.

A Arte da Fuga
"A Arte da Fuga" ("Die Kunst der Fuge",
BWV 1080) é uma obra-prima de Johann Sebastian Bach, onde um único tema musical persegue-se, a si mesmo e às respectivas variações, num diálogo musical intenso desenvolvido a diversas vozes, rico de simetrias, inversões, ritmos e tempos diferentes.

A Causa Foi Modificada
You can steal my soul but not my lack of motivation

A Coluna Vertebral
Quaisquer semelhanças com a realidade são, na maior parte das vezes, impuras coincidências...

A Cooperativa
As cooperativas são pessoas colectivas autónomas, de livre constituição, de capital e composição variáveis, que, através da cooperação e entreajuda dos seus membros, com obediência aos princípios cooperativos, visam, sem fins lucrativos, a satisfação das necessidades e aspirações económicas, sociais ou culturais daqueles.

A Razão tem sempre cliente
Este é um blog exclusivamente dedicado à Razão, esse conceito abstracto que nos distingue (conceptualmente, pois claro) dos animais e que muitas vezes nos torna verdadeiras bestas. Para todos os mamíferos que gostariam uma vez ou outra de ter Razão, ecce il blog.

A Terapia
Pantomineiros, embusteiros, trapaceiros, impostores, intelectuais...

Abnegado
Um blogue com observações sobre o que nos rodeia

Abóbada Palatina
Um blogue que se escreve com 'gue'. Um humor à altura.

Abrupto
... M'espanto às vezes, outras m'avergonho ... (Sá de Miranda)

Às Duas por Três
"Este país, senhores, é um poço onde se cai, um cu de onde se não sai." João César Monteiro

Asa de Papel com Chá
Apago as estrelas, já tão amarrotadas pelo traço da ilusão e no caminho da solidão, visto um pijama céu de jasmim. A minha vida é um desenho diluído em chá. Bebes?

Assumidamente
Um blog assumidamente lésbico, assumidamente apaixonado, assumidamente cultural, assumidamente nosso... assumidamente na penumbra!

Bandeira ao Vento
O que está em cima é igual ao que está em baixo, e em volta está o sistema

Being José Mourinho
Uma expressão, em formato blog, do josé mourinho que existe em todos nós.

Biblioteca de Babel
Blogue Liberal, atento à actualidade e à cultura (ou falta dela). Defendo o Liberalismo Económico, a economia de mercado, a globalização, a verdade sobre as mentiras da esquerda radical, o modelo Americano, os Estados Unidos da América, Israel, Hayek, Jorge Luís Borges, Kobe Bryant, Simão Sabrosa e José Mourinho.

Blasfémias
A Blasfémia é a melhor defesa contra o estado geral de bovinidade

Blogame Mucho
blog caliente.
Alonso, Besugo, Lolita, Stkaneko e Joselito.
Portugueses de raízes, caules, flores e frutos. Trás-os-Montes e Estremadura, Beira Alta, Alto Douro e Douro, ali onde ele acaba.
Juristas, professores, jornalistas e médicos.
Povo, ou não sentiríamos em nós certa nobreza. De carácter, ao menos. Crentes? Evidentemente. No que cremos, juntos ou em separado.
Esquerda, direita? Sim, volver também. Mas ainda estamos a ir. A vida? Estamos nela.
Nem todos gostamos da bola mas até isso discutimos. Há benfiquistas, portistas e, mesmo, quem perceba de futebol. Viva o Sporting!

Blogue dos Marretas
O blogue livre que não quis ser livro!

Bloguítica
Blogue de Paulo Gorjão

Bodegas
Uma análise "curta", simples e coerente do panorama (inter)nacional...

Bombyx mori
O menino explicava ao pai a morte do bichinho: "O gato saiu do gato, pai, e só ficou o corpo do gato" [João Guimarães Rosa]

Cerveja Blog
Com certeza a melhor cerveja do Mundo e a única que refresca as ideias

Comsenso
Contra a hegemonia cultural da esquerda e mediocridade natural da direita

Crítica Portuguesa
Um blog de crítica em Português daquilo que penso e que vejo à minha volta.

Desesperada Esperança
Escrito pela mão invisível de Bruno Alves.

Dolo Eventual
Se a realização de uma tempestade for por nós representado como consequência possível dos nossos textos, conforma-nos-emos com aquela realização.

Esconde-te que vem aí o teu pai
Se estás agarrado à mini, é melhor fugires do Mickey

Esmaltes e Jóias
Um blogue onde escrevo sobre o que me apetece, quando me apetece.

Explicações de Português
Para quando mais precisarmos de usar a nossa língua... o português.

FalaB(a)ixinho
Este blog não tem intenções jornalísticas. Fala sempre comigo, Bichinho ou Baixinho. As palavras são para serem partilhadas. Eu tentarei falar com o coração.

Garfiar, só me apetece
Diário inter-estelar ou a vida na sarjeta ou um liquidador tributário ao abandono ou outra coisa qualquer. Garfiar = desaparecer; fugir; escapulir-se.

Grande Loja do Queijo Limiano
Não deixe que a Verdade estrague uma boa história

Laranja Amarga
nem para o amor, nem para a glória, nem para o dinheiro, nem para o poder...

Lena d'Água
Para memória futura

Linha do Horizonte
Sobre tudo e sobre nada.

Lóbi do Chá
Um blog é uma arma daqueles a quem não se lhes pediu opinião

Lusofolia
Como semos, pensemos. (provérbio alentejano)

Mais um Dia de Noite
Nunca tinha tomado uma decisão consciente de não falar. Aconteceu simplesmente desse modo e, enquanto persistia no meu silêncio, sentia-me envergonhado comigo mesmo por causar preocupação. À medida que os dias iam passando ia ficando cada vez mais firme no meu silêncio, agindo como se se tratasse de um ponto de honra, um desafio secreto de fidelidade comigo mesmo. Qualquer coisa pode acontecer. Mas as coisas não são como nós queremos. As coisas são como são.

Mas que Raio
Se quiserem ler muito sobre nada e vibrar com algumas das mais secas tentativas de humor alguma vez postadas, este blog é para vocês!!!!

Miniscente
Pensamento, Escrita, Artes, Desilusionismos

No Quinto dos Impérios
«... depois dos três impérios dos Assírios, Persas e Gregos, que já passaram, e depois do quarto, que ainda hoje dura, que é o romano, há-de haver um novo e melhor império que há-de ser o quinto e último» P. António Vieira

O Acidental
Acidental (adj. 2 gén.) 1 que sucede por acaso; 2 eventual; 3 contingente; 4 que não é essencial (do lat. accidentale - «acessório»).

O Bode Expiatório
O Bode Expiatório não vos mentirá. Fica aqui feita a promessa. Tudo o que lerão nesta página é falso e fruto duma mente com graves disturbios mentais. Qualquer semelhança com a realidade ou tentativa de tratamento ao cérebro deste que vos escreve é apenas mera coincidência.

O Cromo dos Cromos
Quando os jogadores tinham bigodaça, cabeleira farta e à porta dos campos de futebol, no meio do cheiro a coirato, se gritava o pregão: "É pró cu, é pró cu, é pró cu... almofadinhas prá bola!"

O Estranho Caso de Alba Freire
Um dedo do pé dormente passeia-se pela cidade de lisboa e arredores

O Insubmisso
Espaço de experiência, relato e memória – tendo por base a apresentação, descrição, análise e crítica dos actores e temas da realidade política, económica e social –, partindo da insubmissão a todos os princípios filosofico-políticos que não o da liberdade individual responsável.

O Jumento
Há tantos burros mandando em homens de inteligência,
Que às vezes fico pensando que a burrice é uma ciência!
António Aleixo

O PreDatado
Datei antes de editar

O que eu vejo daqui
Cinema, Futebol, SL Benfica e Actualidade by Pl@ka

Postas de Pescada
Blog para pensar, rir ou passar adiante...

Praça da República em Beja
Encontros e Desencontros. Desabafos urbanos na cidade de Beja.

Profi Trolls
A Desordem

Random Precision
I've seen things you people wouldn't believe: attack ships on fire off the shoulder of Orion; I watched C-beams glitter in the dark near the Tannhauser gate. All those moments will be lost in time, like tears in rain. Time to die…

re-Descobrimentos
"E outra vez conquistemos a distância - Do mar ou outra, mas que seja nossa."

Rua da Judiaria
"Quem é sábio ? Aquele que aprende com todos" - Ben Zoma, Pirkei Avot 4:1

Serendipity
(talent for) Making fortunate and unexpected discoveries by chance.

Sobre o tempo que passa
Postais conspiradores, emitidos da praia da Junqueira, no antigo município de Belém, de que foi presidente da câmara Alexandre Herculano, ainda de costas para a Corte e com os sonhos postos no Atlântico, nesta varanda voltada para o Tejo

Só Palpites
Aqui ninguém quer demonstrar nada. Nem sequer coerência!!! Limitamo-nos a não esconder que temos dúvidas em relação a quase tudo, e vamos ostentar uma mão cheia de certezas.

Tau-Tau
Qualquer bocadinho acrescenta, disse o rato, e mijou no mar.
Blog liberal e libertino, globalista e benfiquista, Diana Krall e Amália Rodrigues, Oscar Wilde e Fernando Pessoa, Mourinho e Cavaco, loiras e mulatas, bacalhau e big mac. Também se fala de coisas sérias.

Teoria da Conspiração
Pura e simplesmente "conspirar" sobre o estado da nossa Nação... acaba por ter a sua piada, mesmo sendo grave... É o Estado da Nação

Terras do Nunca
Everybody Knows This Is Nowhere - Neil Young

Tribulândia
Blog ou blogo social avulso divagante e irreal na sociedade e cultura moderna

Virtualidades
Politica.Comunicação.Sociedade.

Vistaalegre blog
A realidade, (re)vista com alegria. Uma visão (do) que (nos) causa humor. Um caso de amor à primeira vista, à escrita, que se reveste alegremente de multiplas personas, sempre gratas por terem um blog onde podem expressar as suas alegres e sérias observações, na óptica própria dessas personagens, que no Vistalegre ganham vida. Investe-se no riso, mas a brincar, a brincar, reflecte-se um olhar bem sério sobre as coisas. Desde 2003.

Voz do Deserto
Religião e Panque-Roque.

Xicuembo
Blogue de periodicidade e domicílio irregulares